sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Arte Convencional X Arte Digital

Arte Convencional, Arte Digital, qual é a melhor, qual a melhor técnica, by ila fox
Arte Convencional e Arte Digital: Quem é a mais forte??

De vez em quando pipoca por aí a velha discussão sobre Arte Convencional X Arte Digital (para quem caiu de pára-quedas, arte convencional é aquela feita no papel com materiais reais como lápis, tinta... enquanto que a Arte Digital é aquela feita diretamente no computador utilizando um tablet ou mouse).

O curioso é que o discursinho "contra" normalmente parte do pessoal mais tradicional, dizendo que arte digital não é arte, que quem usa o computador não é considerado um artista, bla bla... Sinceramente? O que importa mesmo é o domínio da técnica, seja tradicional ou digital... afinal, ainda não inventaram um material que sabe desenhar sozinho né mesmo? Ou vai me dizer que Diane Özdamar, Feng Zhu, Mario Wibisono e Massimo Carnevale não são artistas de verdade só porque usam computador, heim?

Eu já desenhei muito no papel e não tiro o mérito de quem ainda os utiliza. Até porque há de se respeitar alguém que não usa do Control+Z, hehe. Mas convenhamos que a arte convencional não é muito prática comercialmente. Se o cliente pede uma alteração, mesmo que pequena, já dá um trabalhão!

Arte Convencional, Arte Digital, qual é a melhor, qual a melhor técnica, by ila fox
Chega de briga! as duas são importantes!

Mas vou dizer para vocês viu. A técnica mais importante para um artista não é a convencional e nem a digital, é a técnica de EMPREENDEDORISMO! Vejo muita gente por aí querendo dominar a técnica como ninguém, mas na hora de lidar com o cliente, fuééém, agem sem preparação nenhuma. E do que adianta ser tecnicamente perfeito e ser pouco profissional?

Ou seja: Há quem prefira a arte convencional. Há quem prefira a arte digital. Uma coisa não desmerece a outra, e não são os outros que devem determinar qual técnica devemos nos dedicar. Além do mais existe mercado para TODO tipo de arte, da mais simples à mais rebuscada. Já pensou se todo mundo desenhasse como Da Vinci? que tédio. Viva a variedade!

37 comentários:

  1. Aquela velha disputa do tipo "um é melhor que o outro.Logo, outro deve morrer".
    Oras, desde quando uma coisa exclui a outra?
    A TV excluiu o rádio?
    A Internet excluiu a TV?
    A fotografia excliu os desenhos?
    O digital precisa excluir o convencional?

    Não, não, não e não.

    Pessoal que fica com esse mimimismo precisa desenhar mais :)

    ResponderExcluir
  2. Oi Neo,
    Ou juntar as duas técnicas, fica ótimo! ;-)

    ResponderExcluir
  3. Concordo Ila..
    Eu também acho a técnica digital bem mais prática. E como você já disse em outros posts, o que importa é dominar a técnica seja qual for a que você usa, e principalmente, saber vender o seu produto.
    abraço!
    ^^

    ResponderExcluir
  4. Oi Tami!
    Né? as vezes mesmo digitalmente é difícil fazer todas as modificações que o cliente pediu, imagine do jeito convencional. O_o

    ResponderExcluir
  5. Belo post, Ila!

    Eu digo e repito: de todos os fatores envolvidos na criação de um obra, no fim das contas o único que REALMENTE importa é o resultado. O pessoal das artes plásticas, que é tão dado à vomitar ditames sobre o que é arte e o que não é, já deveria estar cansado de saber disso.

    Pelo amor de Deus, gente, não vamos confundir arte com artesanato. A arte convencional seria intrinsecamente melhor por quê? Gasta mais tempo? Dá mais trabalho? E daí? Se o artista confecciona manualmente suas telas, com linho cultivado por ele próprio, tintas e pincéis manufaturados por ele mesmo, a arte dele vai ser necessariamente melhor? O computador é uma ferramenta. Uma ferramenta, por si só, não acrescenta ou retira valor algum a nada.

    ResponderExcluir
  6. Eu só sei que tanto uma quanto a outra, são técnicas respeitáveis. Não basta saber desenhar de forma convencional ou digital se não tiver criatividade e talento pra isso. Se meu filhote me pedir pra desenhar um cachorro, não vou saber fazer nem de uma forma, nem de outra, porque não tenho esse dom, vai ficar horrível. Vou pedir pra tia Ila!! hehe...
    :D

    ResponderExcluir
  7. Oi Leo,
    Pois é... acho que a arte tradicional tem seu valor sim, claro! é diferente ver um papel com um desenho e ver na tela do computador... eu ja desenhei muito em papel, e lembro como era complicado fazer qualquer alteração. Por isso eu escolhi a praticidade do mundo digital. ;-)

    ResponderExcluir
  8. Oi Yara!
    Bem por aí, criatividade é o que manda nesta parada! ;-)

    ResponderExcluir
  9. Acho que as duas são validas, mas acredito que um ilustrador nunca vai deixar de lado o lapis e o papel! Alias, como eh gostoso começar um bloco novo de desenho!
    Não sou profissional, por isso pulo do tablet pro papel com a velocidade da luz! Sem criatividade nao eh a midia que te fara um desenhista bonzao!

    ResponderExcluir
  10. Oi Gabi,
    Pois é Gabi, eu abandonei o desenho no papel! só uso os meus bloquinhos para anotar ideias, rascunhos, mesmo. As vezes tenho vontade de fazer alguma técnica mista como esta que fiz http://www.ilafox.com/2010/06/sereia-agua-e-tinta.html) a título de experimental mesmo. ;-)

    ResponderExcluir
  11. Ô Ila, não quis dizer que a arte convencional não tenha o seu lugar, rs! Eu mesmo prefiro desenhar no papel, sentir o cheiro de tinta, mas isso é porque a minha intimidade é maior com esse processo, então eu me divirto mais assim. Arte digital ainda é um bicho de sete cabeças pra mim, mas eu estou estudando. :)

    Eu fiz essa colocação justamente por ter passado muito tempo com os dois pés atrás quanto a usar o computador como ferramenta de desenho/pintura - o que só me prejudicou. E hoje, apesar de estar muito longe de conseguir um resultado satisfatório, eu vejo que era puro e simples bairrismo, preconceito mesmo da minha parte.

    ResponderExcluir
  12. Oi Leo,
    Sim sim, eu entendi sua colocação. ;-)

    ResponderExcluir
  13. ahhhh os post com minhas principais referências saiu =p
    Gosto do Feng Zhu pois ele domina as duas, digital e tradicional, tanto que abriu um faculdade onde ele vive pra passar seus conhecimentos p/ os outros!
    Vc tem razão em dizer, que não importa se é digital ou tradicional, importante é domínio e também fazer o que gosta.

    ResponderExcluir
  14. Oi Claudio!
    Obrigada


    Alexandre,
    ;-)

    ResponderExcluir
  15. Oi Ariane!
    Viu só, depois de séculos o texto foi postado! hahaha.

    ResponderExcluir
  16. Imagina só se alguém vai virar e falar isso pra alguém como o Benício! Eu lembrei dele logo que li o título do post =)

    ResponderExcluir
  17. Oi Anna!
    O Benício usa método tradicional não é?

    ResponderExcluir
  18. Oi Ila,

    Esse seu post veio em um dia ótimo! Chegou hoje pelo correio minha Wacom Bamboo! :D

    Tenha certeza que eu vou passar um bom tempo sem desenhar no papel. Quero me especializar na arte digital, pois sei que é bem mais produtivo, e abre muito o leque de possibilidades de técnicas a serem aplicadas.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  19. Oi Lucas!
    Que beleza! oh, já vou te adiantando que desenhar no tablet ainda é diferente de papel viu? mesmo na Cintiq (onde vc desenhar direito na tela). No começo vc vai estranhar muito o fato de ter q desenhar olhando pro monitor, mas tenho certeza que vai render bons frutos!

    ResponderExcluir
  20. Como vc mesma disse tem gente que domina mil técnicas e não sabe lidar com pessoas ou seja seus clientes. Conheço um muito famoso assim.
    O que diria Norman Rockwell disso tudo ele ilustrava convencional com cara de digital, numa epoca que nem tinha corel, ilustrator, photoshop e etc e tb sabia lidar com pessoas.
    Hoje em dia acho tudo válido da pra agradar gregos e troianos.

    Ps.: Maravilhosos esses ilustradores citados por vc, d+

    ResponderExcluir
  21. Oi Patrícia,
    Né mesmo? cada um vai dominar a técnica que apetece. Aliás, mesmo que o cara não seja freelancer (onde o contato com o cliente é direto) ele tem que ter uma noção de empreendedorismo. ;-)

    ResponderExcluir
  22. Não sei se é o momento oportuno mas, vai lá...
    Vc poderia de vez em quando colocar alguns "causos" de clientes e a man-eira que vc utilizou para contorná-los ou dispensá-los...

    ResponderExcluir
  23. Oi Rodrigo!
    Então, é que não acho muito profissional expor o cliente assim. No mais, tem o blog do DiVasca onde ele já brinca com isso http://divasca.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  24. Tudo bem, vc está certa mina, obrigado pela a dica.
    Sinceramente eu prefiro tudo o que é convencional/natural em relação ao digital mas,é inegável a praticidade do digital.O porém é que os nossos sentidos são todos analógicos onde as variações tendem ao infinito e não uma porrada de 0 e 1 com limite máximo e mínimo...
    Até hoje sempre acho um som vindo de um vinil ou fita analógica mais agradável;uma foto de filme eu acho as cores nais profundas; mp3 é meio sem sal...mas, devido a praticidade do digital todo o suporte analógico estará com os dias contados e seremos a última geração que convivemos com ele...

    ResponderExcluir
  25. Oi Rodrigo,
    Te entendo, o convencional/antigo acaba tendo um peso maior por estar muito vinculado ao emocional de cada um. E no fundo todo mundo tem aquele sentimento nostálgico dentro de si. Eu por exemplo, prefiro joguinhos antigos aos modernos, mas reconheço que os atuais são infinitamente superiores aos que joguei na infância. ;-)

    ResponderExcluir
  26. Nossa eu me complico tanto como empreendedor... da vontade de chorar T__Tx! Não tanto em perder clientes por agir mal mas sim por acabar fazendo tudo que o cliente quer... e praticamente sair tudo de Graça!

    ResponderExcluir
  27. Eu utilizo ambas as técnicas.Penso que hoje em dia não da muito pra manter uma linha só, a não ser, claro, se você for excepcional, um Alex Ross da vida, que não é o meu caso. hehe.

    http://adrianoartes.tumblr.com/

    ResponderExcluir
  28. Kamikasi,
    Pois é, e isso é essencial para o seu sucesso. ;-)

    Adriano,
    A mistura das técnicas acho muito interessante!

    ResponderExcluir
  29. Se, todos nós desenhistas, desenhassemos como Da Vinci, seríamos abençoados!

    ResponderExcluir
  30. Ivan,
    E o mercado estaria saturado do estilo dele, não ia funcionar... :-/

    ResponderExcluir
  31. Não estou falando em mercado. To falando em talento mesmo...em saber desenhar de verdade. Sem recursos tecnológicos, não menospresando quem o faz pois eu mesmo trabalho com os dois tipos.
    Aquela coisa de papel e lápiz.

    Estou mandando a imagem de um desenho meu por email pra vc conhecer o meu trabalho..:-)

    ResponderExcluir
  32. Oi Ivan!
    Talento por talento desenhando no papel ou digital todo mundo tem que desenhar com a mão né mesmo?

    Além do mais, Leonardo da Vinci, apesar de ser muito talentoso, não era profissional. Pois tinha fama de enrolar os clientes e não entregar no prazo.

    ResponderExcluir
  33. Eu nunca conheci um artista que trabalhe com digital que não tenha aprendido fazendo arte convencional. O digital só tornou a coisa mais prática realmente para fazer modificações rápidas pro mercado. Se precisar esses artistas se garantem no convencional (computadores falham).
    Não tenho nada contra nem um nem outro.

    ResponderExcluir
  34. Oiê, eu adoro desenhar, independente daonde seja(é sério, uma vez eu desenhei uma sereia na areia com um graveto e depois tirei uma foto) Eu nunca consegui desenhar direito no computador(talvez seja porque eu não tenho um tablet e o mouse é muito complicado)=P Um dia desses ainda vou comprar um tablet.

    ResponderExcluir

Para orçamentos, por favor envie um pedido com maiores detalhes, através do meu e-mail profissional ilafox@gmail.com

Ah, e obrigada pela visita e pelos comentários! :-D

Ila Fox
Ilustradora