sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Uma Feliz Velhice para todos nós!

velhice triste ou velhice feliz, terceira idade, super ila véia, ser um idoso feliz, ilustração by ila fox

Hoje é o dia mundial da 3º idade, e então me pergunto como estaremos quando chegar a NOSSA 3º idade?

O que mais se vê nesta data são aquelas matérias tristonhas sobre velhinhos solitários e infelizes - o que acaba deixando nosso futuro incerto mais assustador do que parece. Embora a realidade de muitos velhinhos seja verdadeiramente sofrida, eu me pergunto até que ponto eles não foram responsáveis pelo próprio destino; investindo a sua felicidade nas outras pessoas, esperando muito dos outros e não fazendo nada por si. Eles mesmos se abandonaram com o tempo.

Creio que nossa geração será mais autônoma que as anteriores pelo fato de que a maioria já passou pela experiência de ser, estar e morar sozinho. E quem disse que a solidão tem que ser deprimente? Aprendemos a exercitar a nossa solidão e até conseguimos apreciar isso, seja na internet, lendo um livro ou assistindo um filme.

Quando estive nos EUA vi muito idoso sozinho nos restaurantes. Mas por alguma razão aquilo não me pareceu triste. O que eu senti na verdade era que eles eram mais independentes, dispostos e felizes que os velhinhos do Brasil, que ainda dependem muito da família pra tudo (culpa dos costumes italianos arraigados?).

Eu e Ricardo não planejamos ter filhos - O que para muitos pode soar como algo aterrorizante: “Nossa Ila, mas vocês não tem medo? Vocês ficarão sozinhos no futuro!!!” – Gente, vamocombiná que já está mais que óbvio que filho a gente cria pro mundo e não para nós mesmos né? Quer companhia? Arranje um bicho de estimação. Ter filhos não te garante nada, muito menos uma velhice confortável e feliz. Pelo contrário, já vi é muita gente frustrada com os filhos ausentes.

Daqui algumas boas décadas espero estar preparada para minha velhice. E se depender da genética da família 100 anos será pouco para mim. Quero seguir tendo saúde o suficiente para continuar trabalhando feito o Oscar Niemeyer, e tendo muita sabedoria e tolerância para aceitar as mudanças do mundo. Sim. Por quê se os adolescentes de hoje escutam Restart imagine daqui 50 anos do que serão capazes? hehe.

Eu escolho ter uma velhice feliz, e você?

21 comentários:

  1. Eu tbm ! :)
    Depende muito de nós! Não adianta colocar a culpa nos outros se está infeliz. Cada um deve pensar mais em si, e buscar o que é melhor pra gente mesmo!

    E nem me fale em futuro. Minha prima de 15 anos ando usando uns tênis que estão mto na moda por aqui. Uns treco horrível colorido da marca QIX, bem coisa de skatista. O que será que meus filhos vão usar? Socorro!! hehehe

    (Eu tbm usei QIX nos meus 15 anos,mas os modelos eram apresentáveis, ora bolas...)

    ResponderExcluir
  2. Disse tudo Ila! Estes dias vi uma matéria onde falavam que os idosos do Brasil são os que mais esperam ser cuidados pela família. Vou ver se acho o link..

    ResponderExcluir
  3. Rafa,
    Né? muito fácil botar a culpa da sua infelicidade nos outros. Família tem que dar apoio ao velhinho sim, mas ele também tem que se apoiar.

    Nina,
    Acho que vi esta matéria também! apesar que não deve ser fácil ser velhinho no Brasil né? qualquer outro país deve ter uma estrutura melhor para eles, mas botar culpa na família e fazer drama só piora a situação. :-P

    ResponderExcluir
  4. Ila,

    Como tio .faso é professor voluntário de informática para terceira idade, posso passar falar algumas coisas:

    - os velhinhos de hoje só ficam tristes pois perdem os amigos ou familiares se mudam, o que deixam eles sozinhos

    - grupos de terceira idade servem justamente para eles criarem novos amigos. Muitos que chegavam no projeto visivelmente pululantes, com pouco tempo são as pessoas mais pululantes do mundo!

    - você disse: "[...] velhinhos do Brasil, que ainda dependem muito da família pra tudo." - na verdade é o contrário. São os velhinhos que sustentam suas famílias (tá o IBGE aí para comprovar).

    No mais, obrigado pelo lembrete (é tanto dia de tudo que a gente esquece). Vou publicar uma estórinha da Vovólima lá no .marcamaria para comemorar a data.

    Um super abraço,

    tio .faso

    ResponderExcluir
  5. É isso ai, ninguém tem culpa pelas coisas que acontecem com a gente, todos nós temos que fazer nossas escolhas e arcar com as consequencias, mais ninguém falou que é fácil de fazer isso né,apenas gostaria que eu e todos nós conseguissemos, porque deve ser muito triste,
    mais é isso ai, bola pra frente e vamos ver no que dá.

    ResponderExcluir
  6. Tio Faso,
    Que legal que vc dá aula para a terceira idade! deve ser uma descoberta e tanto para este pessoal desbravar o mundo da informática!

    Então, foi aquilo que falei, se o velhinho ficar enfiado dentro de casa esperando que a família faça tudo por ele, aí que ele cai em depressão mesmo,... os seus velhinhos que vão para a aula, visivelmente são pessoas que já estão fazendo algo pelo seu bem estar e felicidade! já é um passo! po, até eu se ficar em casa sem fazer nada ficaria em depressão. ;-)
    Deve ser horrível ver os amigos indo embora e os familiares morando longe... mas... acho que isso é inevitável sabe? por isso eles devem estar preparados. Já vi mães de amigos revoltadíssimas, fazendo maior drama dizendo que foram "abandonadas" pq os filhos foram morar longe! pô, mas não é assim que tem que ser? o filho ta cuidando da vida dele, tá mais que certo! viver debaixo da asa da mãe é que não dá. ;-)

    Diego,
    Fáááácil não deve ser não, mas temos uns 50 anos pela frente para se preparar para isso. ;-)

    ResponderExcluir
  7. Oi Ila! encontrei o link que te falei:

    http://g1.globo.com/brasil/noticia/2010/09/brasileiros-sao-os-que-mais-esperam-cuidados-da-familia-na-velhice-diz-estudo.html

    Vou colar um trecho que me chamou atenção:
    "Três em cada quatro brasileiros entrevistados disseram acreditar que sua família vai sustentá-los na velhice. Em países como França, Estados Unidos, Grã-Bretanha e Alemanha, menos de 70% das pessoas acreditam que serão sustentadas pelos parentes ao chegarem a velhice.
    Os brasileiros também estão entre os que mais acreditam que a responsabilidade de ser sustentado na velhice é dos seus familiares".

    Ou seja: as pessoas tem filhos pensando em INVESTIMENTO, absurdo! botam filho no mundo, não fazem mais q a obrigação de cuidar deles e depois querem retorno financeiro?! então que nem tivessem tido filho então, guardassem o dinheiro todo q gastou com ele para a velhice! simples assim.

    Se um dia eu tiver filhos que seja pela alegria de por alguém no mundo e não para ter alguém para me sustentar, pago minha previdencia privada já faz uns anos, terei meu dinheiro na velhice, serei livre como os meus filhos!!

    ResponderExcluir
  8. Nina,
    Talvez os velhinhos destes países não se preocupam em ser sustentados pela família pq a previdencia de lá seja melhor que a daqui, mas fico me perguntando pq eles mesmos não se investiram também enquanto eram "jovens"? deve ser mais fácil culpar os outros né? trabalhar, ter uma aposentadoria e juntar um dinheiro que é bom.... :-P

    ResponderExcluir
  9. Ila, só sei de uma coisa: eu não queria ser sua mãe, rs

    Mas falando sério, acho que vc está certa, somos os únicos responsáveis pela nossa felicidade, não vale culpar terceiros pelas mazelas da vida.


    Ludmila

    ResponderExcluir
  10. Ludmila,
    Hahahaha pô, minha mãe será uma velhinha independente, acho que puxei ela neste sentido, ela sempre me criou para tomar rumo, e foi a maior incentivadora quando tive que mudar de cidade para estudar. Claro que ela ainda está longe da terceira idade, mas quando ela chegar lá tenho certeza que ela não vai ficar esperando eu fazer tudo por ela. Claro que nada me impede de mima-la. ;-)

    ResponderExcluir
  11. Hauhauahua o velhinho jogando Nintendo DS! sou eu no futuro! X-D

    ResponderExcluir
  12. Marcus,
    O velhinho no DS seria muitos de nós. ;-)

    ResponderExcluir
  13. Ótimo post Ila!

    Outra coisa que acontece com frequencia são pessoas colocando todos os idosos como "anjinhos" cheios de bons ensinamentos. Esquecem que entre eles existem pessoas tão mesquinhas quanto qualquer jovem ambicioso.

    Na minha família tem minha avó que é uma pessoa amarga. Sempre tratou todos com desdém. Quando meus pais casaram ela não foi a favor, implicou com a minha mãe até o fim. Julgava meu pai por ter casado com uma mulher que não é dona de casa, que mulher que trabalha não é fiel ao lar e estas besteiras toda. interferia na vida deles, fosse no trabalho, na nossa educação e até na comida!

    Depois que todos se afastaram dela por ser implicante demais ela se fez de coitada, sempre dizendo que vai morrer, sempre se fazendo de doente. Ela espera que as pessoas tenham por ela algo que ele não teve pela família.

    Ter dó de uma pessoa dessas? é minha vó, mas eu não tenho.

    ResponderExcluir
  14. Luís,
    Verdade e tem disso também... o mesmo vale para crianças que todos chamam de anjinho, mas tem umas que vou te falar... terrorista mirim é pouco! X-D
    Algumas destas pessoas mudam com o tempo, outras ficam cada vez piores, mas pode acreditar que ela é a que mais sofre com as próprias atitudes ;-)

    ResponderExcluir
  15. O problema é que os idosos são intolerantes às mudanças e sempre esperam que se viva como 50 anos atrás, com a familia toda morando debaixo do mesmo teto. Isso é inviável nos dias de hoje.
    Aqui perto de casa tem baile da 3 idade todo fim de semana e estes idosos merecem meu respeito por terem se adaptado muito bem a velhice. Procurando atividades e se divertindo.
    Imagino que você e sua mãe tem uma ótima relação. Parabéns.

    ResponderExcluir
  16. Aline,
    Sim, adaptação é tudo.
    Quando eu era estagiária no Sesc sempre tinha destes bailes da terceira idade, e os velhinhos eram mais cheios de energia que eu! incrível! X-D
    Eu e minha mãe temos uma ótima relação sim, se eu fizer algo por ela vai ser graças à esta relação e não por ela exigir um retorno. ;-)

    ResponderExcluir
  17. Bom, eu quero ter filhos, mas não como garantia de ajuda na velhice...
    Os idosos aqui não são tão independentes pq não aprenderam a ser, tudo isso ainda é muito novo pra gente. Aqui se tem uma obrigação da família cuidar e estar junto e sempre muito peso quando são mandados para asilos ou casas de repouso. Quando nós formos velhos, o mundo terá muuuuito velho tb, já que a nossa expectativa de vida só aumenta. E menos jovens, o que pode resultar em menos violência tb...

    ResponderExcluir
  18. Denise,
    Verdade, acho que a tendencia é só melhorar neste sentido. É que a palavra "asilo" ganhou um sentido ruim, mas eu não me importaria de ficar em um, desde que fosse limpinho e aconchegante. Aliás, existem asilos que são como hotéis, quer coisa melhor? ;-)

    ResponderExcluir
  19. Morro de medo de pensar na minha velhice, porque eu penso que vai ser muito solitária. Mas penso também que vai ser só se eu quiser. E como eu sou uma pessoa que gosta de companhia, porque eu ficaria sozinha..só porque sou idosa né? Nem faz sentido.
    Quero viver minha velhice como vivo agora. Feliz. E é o que basta.
    (:
    Beijo.

    ResponderExcluir
  20. Com certeza, muita coisa depende da gente.
    Minha avó sempre fala que eu devo me preocupar menos com as coisas, pra ser uma velha menos estressada, rsrs.
    Acho que um dos segredos de se envelhecer bem e feliz é viver sem se preocupar muito com o mundo, porque a gente passa e ele fica aqui.
    Ahh! Postei indicando seu blog como o favorito de Setembro! ^^
    Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Gab,
    Não precisa ficar triste imaginando que vc vai ficar sozinha, até lá a população de velhinhos será maior que a e hoje, e muitos se unirão para poder contar suas histórias. ;-)

    Sara,
    É... sua vó sabe o que diz! é isso mesmo, não adianta se revoltar com o mundo. ;-)

    ResponderExcluir

Este blog segue a política da educação em primeiro lugar. Qualquer comentário sem noção, ofensivo, estúpido, amargo ou invejoso será solenemente ignorado e excluído. Tenho pouquíssimo tempo para perder com o que não seja amor!

Ah, e obrigada pelas visitas e pelos comentários! :-D

Ila Fox