sexta-feira, 21 de março de 2014

Recordar é Viver #44

0recordar é viver, ricbit gostava de desenhar, by ila fox

Toda criança gosta de desenhar, a diferença é que umas param enquanto outras continuam. Com o Ricbit não foi diferente, ele também amava!

"Desenhar foi meu primeiro hobby. Quando eu era criança eu lia muitos gibis, e todo leitor de quadrinhos acaba tendo vontade de fazer seus próprios desenhos. Eu desenhava páginas e páginas de gibis, e depois sempre dava um jeito de vender para algum parente (e com o dinheiro eu comprava mais gibis, então era um ciclo).

Para fazer o gibi era fácil, você dobra um sulfite ao meio e já tem quatro páginas, depois é só desenhar. Para ficar completo só faltava grampear, e isso foi uma frustração no começo. Eu não tinha grampeador, na minha cabeça de criança você precisava ser muito rico para ter um grampeador em casa (por isso que hoje em dia minha mesa sempre tem um grampeador, é trauma de infância).

Como eu vendia os gibis, sobrou pouca coisa dessa época. Um dos poucos que ainda tenho é o clássico O Homem Que Usava Calcinha, que eu fiz quando tinha nove anos. Aqui tem o scan completo da história:

http://talentodesperdicado.blogspot.com.br/2011/07/o-homem-que-usava-calcinha.html

Os desenhos foram indiretamente o que me levaram para a computação. Em dos meus gibis, o herói precisava digitar a senha para entrar na fortaleza, e usava um computador para isso. Eu fui mostrar para a minha mãe, e ela achou estranho a tela daquele computador desenhado. Ela levou então o gibi pro meu pai, que reconheceu a tela: era um programa de verdade, que funcionava!

Como meu pai era programador, sempre tinha listagens e revistas pela casa. Provavelmente eu fiquei lendo aquelas listagens e entendi sozinho como funcionava, então na hora de desenhar eu fiz um programa funcional. Devia ser algo simples, do tipo 10 INPUT "SENHA "; A$ 20 PRINT A$, mas foi o suficiente para meu pai resolver me ensinar os comandos mais avançados (e no fim de semana ir sorrateiramente com o filho até a firma, onde eu brincava felizmente com aquele monte de Apple II e XT que tinha por lá).

Eu continuei desenhando por vários anos, mas acabei parando com esse hobby do mesmo jeito que parei com todos os outros hobbies. Quando eu entrei na faculdade, não dava tempo de fazer mais nada, era estudo em tempo integral. Aí eu parei de desenhar e parei de jogar videogame. Os videogames eu retomei depois de concluir o curso, mas o desenho eu só fui retormar muito depois. Os poucos que eu ainda faço vão parar no meu blog de criações artísticas:

http://talentodesperdicado.blogspot.com.br"

Um comentário:

Para orçamentos, por favor envie um pedido com maiores detalhes, através do meu e-mail profissional ilafox@gmail.com

Ah, e obrigada pela visita e pelos comentários! :-D

Ila Fox
Ilustradora