sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Cabelo made in Brazil

retrato, moça negra, cabelo afro, moça bonita, by ila fox

Quando viajei para Paris e Roma fiquei impressionada com a quantidade de mulheres com os cabelos cacheados, livres e esvoaçantes.

Daí me perguntei porque aqui no Brasil, onde a cultura negra é tão predominante, não existe a mesma valorização do cabelo crespo, enrolado ou cacheado. Sei que além do gosto de cada um, também rola um pouco de culpa da mídia. Também sei que não deve ser fácil de manter um cabelo impetuoso feito o da Merida, mas imagino que não deve ser mais trabalhoso que fazer chapinha toda semana ou retocar a progressiva todo mês...

Ontem mesmo, a atleta Gabby Douglas, de 16 anos, que ganhou uma medalha de ouro nas Olimpíadas, sofreu críticas severas em relação ao cabelo dela. Ou seja, as pessoas não estavam preocupadas com sua brilhante performance, mas com seus cabelos. É impressão minha ou tem algo de muito errado nisso?

Enfim, lembrei deste pequeno documentário sobre mulheres negras que voltaram a manter seus cabelos naturais, e achei legal repassar. E como se diz "Em Terra de chapinha quem tem cachos é rainha!".

29 comentários:

  1. Olha Ila, só quem tem o cabelo crespo é que sabe o caos que é mantê-los decentes hehe
    O meu ta sempre, ou preso, ou com 1kg de creme+gel xD
    Quando eu fiz aquele tratamento que deixa lisíssimo, era tão fácil... Era só soltar que ele ficava arrumadinho e lindo. Mas como custa caro (caríssimo) fazer, eu desisti e to ao natural mesmo.
    Bonito é, concordo com você. Mas que dá trabalho, isso dá...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Deborah, foi o que disse mesmo. Que é difícil de manter isso é, mas me pergunto porque tanta mulher deixa o cabelo ao natural na Europa e aqui não. Será que o cabelo cacheado brasileiro é mais difícil de lidar? hehe. Imagino que o fácil acesso aos produtos certos tenham influenciado o gosto deles também...

      Excluir
    2. ah sim, os produtos são difíceis de acertar. Mas é só questão de ir testando um e outro até encontrar o certo pro seu cabelo. Eu encontrei 1 creme que eu uso sempre, e deixa os cachos bem definidos, em loja normal de cosméticos. Já minha irmã prefere comprar no exterior. Depende da pessoa.
      Aliás, meu cabelo é igualzinho esse da menina do seu desenho ^^
      Acabei de ver o documentário que você comentou. Foi aquilo mesmo que eu fiz, eu cortei curtíssimo e deixei crescer ao natural. Mas no meu caso foi mais por questões financeiras xD hehe Mas ainda assim sai mais barato comprar produtos especiais para cabelo crespo do que fazer as químicas.

      Excluir
    3. Né? Uma vez eu vi uma menina com o cabelo de progressiva e pintado. Mas estava tão detonado (a progressiva deixou o cabelo espigado, e a tinta do cabelo estava num tom de água de salsicha), que deu vontade de pedir pelamordedeus para ela parar com isso. Tipo, não é possível que tenha menina que prefira deixar o cabelo neste estado do que cacheado... :-P

      Excluir
    4. Acho que a grande questão é que o povo na França (não vou generalizar Europa porque não fui a lugares suficientes) não liga de sair com cabelo de mafuá e ninguém julga por isso. Eu cansei de ver gente com cabelo amarrado estilo ninho de passarinho e nem aí. O que falta é as pessoas ligarem menos pras outras e as pessoas julgarem menos as outras, assim cada um pode se vestir, pentear e ser como quiserem :)

      Excluir
    5. Hahaha achei bonitinho o cabelo amarrado tipo ninho de passarinho. ;-)

      Excluir
    6. Eu também gostei mas imagina aqui o quanto não iam falar?

      Excluir
    7. Não é que o cabelo brasileiro é mais difícil de lidar, vc leva sua conversa pra outro lado Ila. Cabelo cacheado, como o da minha filha, apesar de trabalhoso, é mais fácil de cuidar e mais barato ainda do que o meu, que ao natural é crespo, cabelo de negro mesmo, cabelo frisado. Esse sim é dificílimo de cuidar. Além de gastar muuuito mais dinheiro com produto, porque é um cabelo muito fino, é seco, gasta muito shampoo e creme. Se quem não sabe o trabalho que dá fica aí falando que é bonito deixar cabelo esvoaçado, tente ter esse cabelo então, ou não julgue aqueles que preferem deixar liso por não dar tanto trabalho, e gastar bem menos.

      Excluir
    8. Aiai, tava demorando para alguém dizer que só por eu ter cabelo liso que estou dizendo isso. -__-'

      Michelle, a questão não é sobre julgar quem deixa ou não deixa o cabelo natural... Afinal, isso vai do gosto de cada um. Eu mesma pintava o meu! Mas você sabe que no fundo o problema não é só a dificuldade de cuidar... senão o que explica eu ter visto tanta francesa e italiana de cabelos cacheados enquanto que no Brasil a grande maioria se esconde atrás de químicas e tratamentos para alisar? o que elas tem de diferente das brasileiras?

      Para mim isso tudo tem a ver com a auto estima do povo, sobre o influencia da mídia. Ou seja, o buraco é beeem mais embaixo viu?

      Excluir
    9. Que besteira isso que a Michelle falou. Sou negra, tenho o cabelo bem crespo e AMO o meu cabelo. Não é difícil de cuidar quando se tem boa vontade é só saber o usar o cremes certos.

      E quem disse que a pessoa precisa ter cabelo crespo para saber valoriza-lo? Ninguém precisa ser gay para ser a favor da causa gay, nem negro para defender a causa dos negros. HELLO!

      Excluir
  2. Eu adorooooo... meu cabelo agora natural, antes gastava horasss penteando e prendendo e prancha e quimica... e gasto e gasto... fora a depre por quando nao conseguia deixar-lo como queria... agora me sinto mais viva... mais mulher... naos sei... em poucas palavras... nunca me senti tao satisfeita comigo mesma... ;) fica a dica... o Natural...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal Gleice! olha, vou dizer que dá trabalho até para quem não tem cabelo crespo. Antes eu fazia luzes e chapinha, já faz dois anos que deixei meu cabelo com a cor natural, e não faço mais nada. E tô achando ótimo assim. ;-)

      Excluir
  3. Tenho uma irmã mais nova que é adotada e tem os cabelos bem cacheadinhos. Lá em casa só ela tem cabelo cacheado e é negra, então já tem essa questão de ela não ter com quem se identificar (tem que ver o bem que fez pra ela quando a Taís Araújo apareceu como protagonista e com os cabelos naturais naquela novela Viver a Vida). Ela morre de vergonha do cabelo, por causa do volume. O cabelo dela é super bem cuidado, os cachos são bem definidos, mas o volume faz ela ficar com vergonha. Aí ela fica usando ele preso e eu fico incentivando ela a usar solto, porque sei que ela gosta. Quem disse que cabelo pra ser bonito não pode ter volume?
    Uma vez ouvi uma amiguinha dela falando que ela tem cabelo ruim. Eu devia ter falado alguma coisa, mas fiquei tão chocada de ouvir isso saindo da boca de uma criança de 7 anos que fiquei sem reação. Pra você ver que o preconceito já começa por aí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luma, nossa, que absurdo... tadinha da sua irmã. Crianças são realmente cruéis as vezes. :-(

      Excluir
  4. Confesso que é desanimador ter cabelos cacheados. Os meus são originalmente "à la Merida", mas (como você pôde ver na FIQ) aliso faz mais de 8 anos, pois foi quando conheci um tratamento mais "humano" (leia-se sem aquele horror de formol, e com retoques de 6 em 6 meses) e corri para alisar o meu cabelo.
    Dá muito trabalho lavar, secar e domar os cachos, pois a falta de produtos especializados e de qualidade só desanima. Sem falar que não dá para lavar o cabelo e sair deixando ele secar ao vento sem tomar um mega susto com o efeito final (popularmente conhecido como "Efeito Gal Costa"). Tem o fator cultural e a moda que também influencia bastante na percepção que as mulheres tem sobre os cabelos cacheados. Quantas vezes não ouvi nas boutiques que "cabelo cacheado não combina com esse tipo de roupa" e etc... A busca por um look europeu ou americano é cruel no Brasil, principalmente quando somos jovens e influenciáveis.
    Cabelo liso é o tal "lavou e pronto", mas os cabelos cacheados precisam de muito mais cuidados pós-lavagem do que muita gente tem paciência, tipo eu quando era mais nova! =(
    Mas agora que estou mais velha e mais vaidosa... vou deixar meus cabelos cacheados voltarem a reinar soberanos na minha cabeça. Já tem quase 1 ano que não retoco. Estou na expectativa de como vai ser! O_O"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que o que mais conta é a influencia da mídia mesmo... só ver quantas cantoras tinham o cabelo enroladinho e deixaram liso-e-loiro. Shakira, Beyoncé, Rihanna, e outras...

      Hoje que tem progressiva num precinho mais camarada até dá para entender este lance do lavou e pronto. Mas na época que só tinha chapinha, as meninas saiam do banho e daí iam pro secador e depois chapinha... ficavam sofrendo umas duas horas para deixar o cabelo do jeito que queria. Não seria mais prático comprar o creme certo e passar? enfim, mas daí acho que vai do gosto mesmo... em 5 anos fazendo luzes eu cansei desta vida e parei, hehe.

      Excluir
  5. Tenho os cabelos cacheados e não vejo muito trabalho neles. É só lavar e hidratar bem que fica prontinho. O único problema é que tem que lavar quase todos os dias, pq não dá pra penteá-los depois de secos. Mas amo meus cachinhos. Minha família sempre pede pra dar um estira, mas sou teimosa mesmo heheh Me sinto diferente e especial com eles, é uma bela moldura pro rosto, sabe? Afinal, "em terra de chapinha, quem tem cachos é rainha" =P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, é por aí. Num mundo cheio de meninas com chapinhas e luzes quem tem cabelo cacheado e crespo acaba sendo um diferencial.
      Uma vez estava reparando no Shopping, e das 20 meninas que passaram por mim, 19 tinham cabelos lisos! Só UMA tinha cabelo cacheado. Adivinha qual se destacou mais? ;-)

      Excluir
  6. Pois é, Ila, complicado mesmo!
    O meu cabelo não é nem uma coisa e nem outra, mas já alisei e não me senti nem um pouco mais bonita por isso.
    O lance é cada um encontrar o seu equilíbrio. As pessoas são extremamente cruéis. Acho que mais do que nunca agora. Estamos vivendo num tempo de extremos, onde as pessoas dão muito mais valor à aparência do que aos méritos. Se a menina ou menino é inteligente, talentoso e capaz, mas tem um cabelo horrível, ou um defeito qualquer, pronto, hora do massacre!
    De qualquer forma, não perco a esperança no mundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem isso, as pessoas são cruéis. A mídia é cruel...

      Excluir
  7. Nunca alisei os cabelos, na adolescencia sofri um pouco. Mas hoje adoro e jamais faria chapinha, progressiva. Tem ótimos produtos no mercado, os da Loreal mesmo, super dao conta de deixar o cabelo bonito. Quanto ao corte, saloes afro, de periferia e saloes retro lidam muito bem com cachos. Recomnedo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é o que digo: o que dá mais trabalho, manter o cabelo original usando cremes próprios ou viver fazendo, escova, chapinha e progressiva? Por isso que esta desculpa do "ai, é que é difícil cuidar" não cola pra mim.

      Excluir
  8. Sou do time das cacheadas e discordo de alguma opiniões aqui. Acho mil vezes mais caro e trabalhoso alisar o cabelo do que mantê-lo natural. O segredo do cabelo cacheado é hidratar. Com ele bem hidratado é lavar, passar os dedos para desembaraçar, usar um finalizante e sair linda e feliz. :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mel, também acho que seja por aí... já vi meninas que tentaram transformar um cabelo escuro e enrolado em um cabelo liso e loiro, e no fim a unica coisa que conseguiu foi deixar o cabelo espichado e mais ressecado ainda. Trabalho por trabalho antes ficassem com o cabelo original e saudável. ;-)

      Excluir
  9. Acho o seguinte, quem prefere liso, devia falar logo que prefere, em vez de ficar nessa de "é muito trabalho blá blá blá". É óbvio que pra quem o padrão de beleza é algo comportado, padronizado e previsível, enfim, alise, de fato vai ser mais fácil atingir seu objetivo.

    Agora, pra manter um cabelo cacheado não tem tanto mais trabalho que um liso não, mas sim, precisa de muita personalidade e auto confiança pra aguentar a mídia e a patrulha do cabelo ruim. A grande vantagem é a sensação divosa que um cabelo cacheado/crespo proporciona, como algo especial e único (afinal, definitivamente não é um tipo de cabelo padronizável).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Adriana, disse tudo! este papinho do "dá muito trabalho" é realmente forçado. Como se cuidar de um cabelo alisado e tingido não fosse tão trabalhoso quando cuidar do cabelo cacheado natural. Antes a pessoa assumisse o gosto pessoal. ;-)

      Excluir
  10. Aah eu amo meus cachos, e parece que essa aí sou eu, mais bonita, é claro!
    Arrasou no desenho e no texto.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  11. Olá, achei interessante esse papo e entendo perfeitamente o que a Ila quer dizer. A minha opinião é que as pessoas são bem facilmente manipuladas pela midia que vaem com suas falsas ideologias de que cabelo bonito tem que ser liso. Quem tem cabelos crespos acabam aceitando essas falsas informações e sentem-se excliudos. Se a midia implantasse informações nas mentes das pessoas de que cabelo crespo é o ideal e unico, voçês iriam ver loiras de cabelos lisos fazendo de tudo para ter cabelos crespos. Isso é apenas minha opinião.Antes de tudo respeito a livre escolha de cada um.

    ResponderExcluir
  12. eu tenho meu cabelo crespo e fis chapinha, detonei meu cabelo, agora não faço mais e muito menos progressiva que alem de detonar o cabelo por dentro, ainda prejudica a saude com tanta quimica!
    uso qualquer champo,qualquer creme, mas não abro mão de um bom creme de pentear e um bom cilicone,sò penteio ele com os dedos para não arrebentar , agora estou satisfeita com o meu cabelo, acho que a mulher fica mais atraente com o cabelo cacheado, mas acho lindo um liso natural, um liso forçado com a quimica acaba virando uma vassoura, esta é minha opinião!obs: respeito a opinião de cada um, bejus

    ResponderExcluir

Para orçamentos, por favor envie um pedido com maiores detalhes, através do meu e-mail profissional ilafox@gmail.com

Ah, e obrigada pela visita e pelos comentários! :-D

Ila Fox
Ilustradora