segunda-feira, 11 de junho de 2012

Recolhendo Manias

Mania de guardar objetos, recolher eletronicos, quadrinhos by ila fox

Ai que esta mania que o Ricbit tem de "acumular coisas" é complicada viu! hahaha.

37 comentários:

  1. Tô contigo, Ila! Também não gosto de acumular velharia. Organização requer desapego!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu falo que é pra energia circular, feng shui! feng shuiiii!

      Excluir
  2. Também sofro com isso! Odeio acumular tranqueira!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois que me mudei dos meus pais, a distantes 11 anos atrás, eu consegui largar mão de muitas coisas que eu guardava. Como estou sempre me mudando quanto menos caixa melhor!

      Excluir
  3. Compartilho com o Ribict a idéia de juntar tranqueiras eletrônicas. Fato que tenho até hoje o meu telejogo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha mas se tem valor sentimental ainda vá lá... o problema é quando é um monte de coisa estragada e enfiada numa caixa. :-P

      Excluir
    2. tadinhas das coisas estragada... )= eu tenho sentimentos com isso tb!

      rs, comigo é igualzinho ao RicBit! pior que de vez em quando alguem joga minhas coisas fora.. tipo empregadas desavisadas... muito triste!!

      Excluir
    3. Felipe, eu tbm sou dessas, até falei sobre isso aqui no blog - http://www.ilafox.com/2009/07/objetos-tem-sentimentos.html, mas justamente por ter consciência disso que eu me desapego, senão daqui uns anos posso me tornar uma destas tiazonas que junta tanto lixo em casa que não tem nem onde dormir. :-P

      Excluir
  4. Eu tinha uma coleção de papel de cartas e de figurinhas quando era menina e fiquei tão triste quando minha mãe joga fora!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AnaLu,
      Eu não jogaria fora sem falar com ele antes, até pq acho que o processo de desapego tem que vir da pessoa sabe? e ter algumas coleções tudo bem, mas vááárias coleções de mais diversos assuntos não dá né? :-P

      Excluir
  5. Eu sofro do mesmo mal que o Ricbit! mooooorro de dó de jogar coisas fora, snif snif

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai não Angela, desapega menina!
      Eu falo assim pro Ricbit: Quer colecionar, ótimo, então fique só com as coleções que você leva a sério (livros, gibis, autógrafos...) pq coisa enfiada em caixa no fundo do guarda roupa pra mim não é coleção, é entulho. Hunf :-P

      Excluir
  6. Pergunta pra Illa se ela joga fora as roupas e sapatos dela. Mulher também acumula!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anônimo (tá com medo de mim, por isso não deixou o nome é? :-P)
      E sim, eu costumo mandar todas as roupas e sapatos que não uso mais para doação na cidade dos meus pais. Respondido? ;-)

      Excluir
  7. Sofro do mesmo mal do Ricbit. O que me fez sofrer bastante na última mudança.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Xiii Wilerson, mudança é o maior teste que um colecionador pode sofrer! eu aprendi a desapegar das coisas assim. :-P

      Excluir
  8. Impressão minha, ou o ricbit tá acessando o facebook? :P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o Google+ Aliás, esta historinha foi inspirada num comentário de lá. ;-)

      Excluir
  9. Hahahaha, cada um com a sua mania né?
    O João é acumulador de PLANTAS, ele não pode ver uma na rua jogada que já leva pra casa, cuida e ela vive denovo! rs...ele com o meio ambiente é fogo, por isso faz Gestão Ambiental né?

    Beijocasss Ila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabi,
      Ahhh plantinha dá dó mesmo... se eu tivesse um espaço verde, e se soubesse reviver plantinhas condenadas até eu resgataria. ;-)

      Excluir
  10. Compartilho com o RICBIT a mesma mania de se apegar aos cacarecos.Confesso se eu fosse miliário iria ter um galpão bem grande e um furgão enorme só para manter uma espécie de museu...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, acho que assim mesmo eu não acumularia sabia? desta vida a gente não leva nada mesmo. Quando menos apego a gente tiver, melhor. ;-)

      Excluir
  11. uma vez por ano dou uma limpa ... da última vez sobrou uma comoda vazia.. kkkk.... função da comoda hj = suporte p TV ... kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando eu morava sozinha, que toda a arrumação das coisas só dependia de mim, uma vez por ano, normalmente na semana do réveillon, eu jogava muita coisa fora, doava também... a sensação no final era ótima!

      Excluir
    2. E nossa como eu gosto de virgulas! :-P

      Excluir
  12. Huahuaiahuaha, tem alguém aqui em casa que é bem assim como o Ricbit xD
    Eu adoro vasculhar o quarto pra tentar dar fim em algumas coisas que não prestam mais, mas elas parecem que se multiplicam de um ano pro outro O_o

    ResponderExcluir
  13. Ah, Ila, fala sério! Não seja cruel com o RicBit e suas supostas "tralhas"...

    Em defesa dos Colecionadores e Do-It-Yourself guys (vamos ver se convenço...):

    Não somos "Acumuladores", apenas damos o maior valor a outras coisas que outros desprezam... como o lixo! Brincadeira! Mas é uma postura altamente "verde" e moderna, portanto, evitamos que um monte de metais pesados (baterias, circuitos, etc.) poluam o meio ambiente, ao serem "disposed".

    Eu, além de alguns MSX (alguns clássicos, perfeitinhos, e outros "no estado" para usar as peças para "experiências científicas"), sou colecionador de calculadoras (e dos menores, só tenho umas 30, conheço gente que tem 2000!), muitas delas belezas estéticas e técnicas. Tá bom, tenho alguns Macs e Amigas na coleção também. Mas ninguém critica um museu, certo?, muito pelo contrário. É repositório de cultura e história (mesmo que de "mera" tecnologia), além de toda a diversão que me proporciona, quando estou com o ferro de soldar na mão.

    Para complicar, meu pai dizia que "Quem guarda o que não presta, tem o que precisa". Não é preciso dizer que o brain damage foi permanente, e virei um Inspetor Buginganga - todo mundo me pede coisas por que sabem que eu tenho ;o)

    Convenci? Então, agora vem aqui, e me ajuda a tirar o pó desta zona, coisa que meus gatos de estimação não sabem fazer, hehehe. Atshoooo!

    Em tempo: um amigo meu colecionador (não, não sou eu), um dia foi confrontado pela esposa, que disse "Ou eu ou essas calculadoras!". Parece que ele está muito feliz no segundo casamento... Amazing but true.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mario
      Queria ver se o marido teria a mesma paciência com uma mulher que adora comprar e colecionar sapatos e bolsas viu? se a gente compra UMA eles já questionam "uéé, mas já não tem sapato??" :-P

      Excluir
    2. Ah, nisso você está certíssima!

      Nós, homens, mesmo os "acumuladores", temos dificuldades em compreender isso - mesmo sendo apenas o reflexo simétrico das nossas "manias". E é tão válido quanto os nossos techie hobbies, de fato. Ou colecionar selos, pedras preciosas, figurines Marvel, ou qualquer outra coisa bonita ou interessante.

      Talvez a coleção de sapatos da Carrie, de Sex And The City (que não era nenhuma Imelda Marcos, mas era da área de moda), tenha ajudado a alguns a verem isso. Isso, claro, para os homens evoluídos que assistiam a série :o) Eu, por exemplo, queria ser como o Mr. Big, poderoso e bem-resolvido, mas na prática era como o Steve (da Miranda), um chorão sentimentalóide, hehehe.

      Voltando aos sapatos: um dia entendi parcialmente o problema deles, por razões práticas... enquanto o homem tem dois pares que usa até acabarem, os das mulheres quebram com extrema frequência, coisa que percebi com a minha segunda esposa. Ela tinha de ir consertar algum salto uma vez por mês, às vezes mais. Eu, particularmente, gosto de colecionar coisas que duram décadas, e não meses.

      Mas, independente de detalhes técnicos, durabilidade, valor, etc., sejam calculadoras ou sapatos ou bonecas de louça, o mais importante aqui, em que todos deveriam concordar é o que está por baixo: paixão e realização pessoal.

      Excluir
    3. Mario,
      Isso, paixão, realização pessoal, respeito e bom senso. hehehe.

      Excluir
  14. Nossa, eu tinha/tenho (por que ainda não me livrei dela 100%) essa mania... puts eu tinha coisa guardada do tempo do magistério! (a véia que fez magistério, haushauhsa)

    Então, de uns anos pra cá, eu faço questão de fazer uma limpa nas coisas de tempos em tempos... como a gente guarda coisa besta que não serve pra nada além de acumular pó e ocupar espaço!

    Antes eu tinha aquele pensamento "ah, eu vou usar isso, eu vou usar aquilo um dia" e esse dia nada de chegar, ahushaus...

    Agora eu vejo que tá acumulando muita porcaria seja minha ou do meu marido já vou dando um jeito de doar (se forem roupas e sapatos que não servem mais ou coisas que realmente alguém vá usar), ou vai embora pra reciclagem mesmo... aí sim vai servir pra alguém de algum jeito e as energias circulam melhor na casa da gente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior que é maior trampo convencer o Ricbit a doar uma simples camiseta, mesmo que velha e esgarçada. X__x
      Estes dias consegui fazer uma limpa no guarda roupa dele, mas foi difícil viu? ele ficava com dó de dar fim. :-P

      Excluir
  15. Bom, por um lado eu entendo bem ele: já tive 4700 gibis e pilhas de micros antigos (http://chester.me/micros). De uns cinco anos pra cá eu comecei uma fase de desapego - os micros foram para outros colecionadores, os gibis cairam para ~1000, só morei em casas mobiliadas desde então.

    O ponto máximo será atingido com a próxima mudança de casa, na qual livros e gibis não-digitais vão embora da minha vida. Possuir coisas não é errado, mas quando elas começam a te possuir (consumindo tempo em limpeza, dificultando mudanças, etc.), já não funciona tão bem pra mim.

    ResponderExcluir

Para orçamentos, por favor envie um pedido com maiores detalhes, através do meu e-mail profissional ilafox@gmail.com

Ah, e obrigada pela visita e pelos comentários! :-D

Ila Fox
Ilustradora