sexta-feira, 27 de abril de 2012

Pintando com Ovo

Técnica de pintura com ovo, Tempera Ovo, tinta com ovo, by ila fox
Dois ovos – Tempera-ovo, 2004

Foi durante a faculdade que aprendi a quebrar um ovo decentemente, graças as aulas de pintura do professor Fernando Augusto e suas aulas de têmpera-ovo.

Esta tinta esquisita é a mais antiga que se tem notícia. Os artistas pré-históricos já faziam misturas com água, gordura, ovo e pigmentos naturais. Na idade média e renascimento italiano a têmpera-ovo foi bastante utilizada nas pinturas. E eu que achava que só dava para fazer omelete… tsc,tsc.

A produção da tinta exigia a destreza de um chef. Consistia em separar a gema da clara e depois a pelinha da gema (o que para quem mal sabia quebrar um ovo era um desafio e tanto). Então colocávamos a gema em um copo com fungicida, misturando bem com uma colher. Ao misturar água, gema e pigmento (nós usávamos pó-xadrez). Ficava uma tinta mais transparente, tipo aquarela. Se quiséssemos uma tinta mais espessa, feito o guache, era só adicionar talco ou giz.
Confesso que não curti muito esta técnica (acho que deu para perceber pelos desenhos né?), aquela textura e cheirinho de ovo não é uma das coisas mais agradáveis. Mas valeu pela experiência excêntrica.

Técnica de pintura com ovo, Tempera Ovo, tinta com ovo, by ila fox
Frango Xadrez – Tempera-ovo, 2004

12 comentários:

  1. Illa, frequento o seu blog tem dois anos, mas só comentei duas vezes até hj. Adoro seus desenhos, e conheci seu blog quando estava para casar e visitava vários sites, quando entrei aqui gostei tanto que visito todos os dias quando ligo o meu computador, já virou rotina...rsrsrs. Ontem estava vendo New Girls, um seriado que passa na FOX e vc é muito parecida com a protagonista. Bjs!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi JU,
    Hahaha obrigada, as pessoas costumam falar que sou meio parecida com esta atriz mesmo. ;-)
    Beijocas (e comente mais, adorei)

    ResponderExcluir
  3. Ai, que inveja de vc! Não tive essa experiência de trabalhar com têmpera no meu curso... Inevitável pensar em Volpi, com certeza eu seria menos original que vc e seu frango xadrez e pintaria uma bandeirinha! Beijo!

    ResponderExcluir
  4. Oi Alessandra!
    Nossa, sério? (só depois que percebi que acabei fazendo coisas relacionadas com galinha! fiquei com OVO na cabeça!) X-D

    ResponderExcluir
  5. Eu trabalhei com têmpera tb no meu curso de moda, estranho foi fazer isso em tecidos e o cheiro bommmm he,he,he...adorei o seu franguinho xadrez

    ResponderExcluir
  6. Oi Patricia,
    Nossa, em tecidos? mas se lavar não sai?

    ResponderExcluir
  7. Deixamos uns dias 7 em uma cobertura da facu, depois lavamos , pra depois ver o efeito, até que ficou legal...mas o cheiro...

    ResponderExcluir
  8. Oi Patricia,
    Nossa, imagino o cheiro mesmo. X_X

    ResponderExcluir
  9. Eu também tive essa experiência na Faculdade de Pintura. As cores do pó xadrez são tão limitadas que gastei uma fortuna naqueles potes com pigmento puro em pó, mas não me inspirei o bastante para para fazer um bom trabalho, menos ainda para dar qualquer uso aos pigmentos milionários. Sorte do artista a quem os presenteei, que gosta de fabricar seus próprios materiais.
    Bibi

    ResponderExcluir
  10. Oi Tudosobretela!
    Verdade, eram bem limitadas mesmo! eu sofri querendo fazer coisas mega coloridas. :-/

    ResponderExcluir
  11. E o cheiro de ovo cru não fica impregnado?

    ResponderExcluir
  12. Então Rodrigo,
    Se tirar a pelinha da gema o cheiro fica mais fraco. Mas ainda assim fica nojentinho. :-P

    ResponderExcluir

Para orçamentos, por favor envie um pedido com maiores detalhes, através do meu e-mail profissional ilafox@gmail.com

Ah, e obrigada pela visita e pelos comentários! :-D

Ila Fox
Ilustradora