segunda-feira, 26 de março de 2012

Desafio #26 - Algo que eu não gosto

30 Day Drawing Challenge, something you dont like, Desafio dos 30 dias de desenho, algo que eu não gosto, eu odeio, criança mal educada, by ila fox
Este desenho aqui vai ser um “Eu Odeio #24” disfarçado!

Bom, vocês podem me chamar de ranzinza, chata e sem coração, mas uma coisa que me deixa particularmente irritada é criança barulhenta e mal educada. Putz! pior quando estão acompanhadas dos pais, e eles nem aí.

Já cheguei a perder o humor durante um jantar porque os pais da mesa vizinha acharam por bem deixar seus pimpolhos correndo e gritando pelo restaurante afora, como se estivessem na área de lazer do condomínio deles (e o medo de esbarrarem no garçom?! aiiiii). Dá até para entender porque tantos países estão proibindo crianças em seus estabelecimentos. Ainda acho que, assim como existem a seção de "fumantes" e "não fumantes", deveria haver a seção de "com crianças" e "sem crianças". Hunf!

89 comentários:

  1. Ei Ila,
    concordo com você. Fui em niver esse fim de semana e óo pra variar um pestinha sentou ao lado da minha mesa quase tomei banho de milk shake e a mae dele so coloco a mao na testa, mais deixo ele continuar na bagunça O.o.

    ResponderExcluir
  2. Oi Paty,
    Ai Jisuis, haja paciência né?

    ResponderExcluir
  3. Concordo com vcs!!
    Por isso também quero adiantar muito a decisão de ter filhos.
    Quero só daqui uns 10 anos, ou quando eu já tiver com determinada o suficiente e bem consciente para saber educá-lo para ñ fazer esse tipo de coisa..
    =P
    haja paciência mesmo!!!!
    =/

    ResponderExcluir
  4. ops.. bem determinada o suficiente"
    quanto erro de digitação..kk

    ResponderExcluir
  5. Oi Tami,
    As vezes acho que é um misto de "estou cansada demais para ter pulso firme" sabe? mas tbm percebo que muitos pais estão com um medo enorme de traumatizar seus filhinhos, e preferem trata-los como donos do mundo. :-/

    ResponderExcluir
  6. Poisé!! ñ pode ter medo de fazer o certo...
    eu vejo como é difícil, porque minha irmãzinha vive na mesma casa que eu..
    vejo a incomodação..por isso, nem passa pela minha cabeça isso de ter filhos..pelo menos até eu ter a idade máxima para ñ correr riscos..tipo uns 32, 33... eu quero gatinhos antes disso!! ^^ nessa parte sou quase igual a vc!! dá uma raiva quando vem c esse papinho de porque eu ñ quero ter filhos tão cedo..aff.. só porque sou casada ñ sou obrigada a nada!!
    =P

    ResponderExcluir
  7. Então esse seria um dos motivos por vc nã querer ter filhos? Não sabe como lidar com eles? Porque realmente é dificil!

    ResponderExcluir
  8. Oi Juliete,
    Não não, meus motivos são outros. E o principal é que não tenho vontade mesmo. :-P

    Curiosamente conheço algumas mulheres que não queriam ter filhos e resolveram ter, e ao meu ver conseguem controlar as crianças melhor que muita mulher-que-nasceu-para-ser-mãe por aí e que deixam seus filhos mandarem na situação. ;-)

    ResponderExcluir
  9. E eu tbm só ñ quero agora por vários motivos tbm, ñ só porque é dificil.
    Muita coisa conta, como questão financeira, entre outros objetivos de vida... é um grande compromisso.
    Tem que ser na hora certa, quando tudo está favorável...

    ResponderExcluir
  10. Concordo com a Ila Fox, não existe nada mais incoveniente que criança que se acha o dono do mundo. Tenho uma prima que sempre quis ser mãe, teve 3 filhos, e nenhum foi educado corretamente, todos criados soltos se achando donos do mundo, ela não tem pulso para educar, e são uns monstrinhos! rsrsrsr. Mas tenho uma tia que não planejava ter filhos até o dia que ela engravidou (gemeos!), e nunca vi criançasm mais educadas quanto as dela. Para ela um filho é só um filho que um dia vai crescer e precisa saber que não é o centro do universo. rsrsrs

    ResponderExcluir
  11. E a questão que eu disse que sou igual a Ila é a questão de criar gatinhos. Se ñ ficou muito claro...
    ;)

    ResponderExcluir
  12. Oi Tami,
    No meu caso eu não quero mesmo, nem agora, nem depois, hahaha.


    Nina,
    Conheço uns exemplos assim também viu. Será que tem alguma teoria sobre isso? será que estas mulheres acabam pegando leve na hora de educar por receio de tirar a liberdade dos filhos? sei lá viu.
    Mas concordo com a sua tia, filho é só filho, e ele tem que saber que o mundo não é seu playground, senão cresce e vira aquele tipo de gente folgada que se acha o rei do mundo.

    ResponderExcluir
  13. Eu amo crianças, sou louca por elas. *----* Mas também não aturo as más educada e pior se tiverem acompanhada dos país. Criança são lindas, fofas e deixa qualquer lugar alegre, mas tem que impor limites nelas, até porque a gente é quem ensina o certo e o errado.

    Acaba que fica é feio pra esses pais que não impõe limites com medo que os filhos não goste mais dele.

    Qüen, quem ama EDUCA :)

    ResponderExcluir
  14. Acho o fim da picada! quando eu ter meus filhos quero que eles saibam que eles tem que ter limites, até dentro de casa! kkkkk

    ResponderExcluir
  15. Poise poise..to sabendo que vc ñ quer de fato. mas faz bem viu. Cada um sabe o que é melhor né?! Te apoio mesmooo na decisão... até porque no meu caso, de tanto que falo que nem passa pela minha cabeça, meu marido está achando que tbm ñ quero nem agora nem nunca..hehe
    ^^

    ResponderExcluir
  16. Oi Ana Meira,
    Certeza, "Quem ama educa!". Infelizmente tenho reparado uma tendencia dos pais agirem como amiguinhos, esquecendo que a principal função é educar e preparar pro mundo.


    Oi Rose F,
    Os limites começam dentro de casa mesmo. Fico pensando como estas crianças são dentro de casa, acho que a mãe não tem controle nenhum.

    ResponderExcluir
  17. Maya Marrawa26 março, 2012

    Bom dia Ila!!!
    Concordo com vc detesto crianças birrentas e morro de medo de quando eu tiver meu filho que ele seja assim pq eu não tenho paciência e se a mãe mandou a criatura tem que obedecer, eu e meu marido já nos pegamos várias vezes observando famílias em restaurantes ou na rua e discordando em nossas opiniões, eu acho que se a mãe falou não é não e pronto, já ele acha que a mãe tem que explicar tudo pra criança ali na hora. Então para resolvermos nossas dúvidas fomos conversar com a minha mãe que é pedagoga e ela disse que na hora a criança tem que obedecer mesmo, mas que depois (quando estiver em casa) é preciso conversar e explicar porque o comportamento dela estava sendo errado.
    Mas o pior que como vc disse há mães que não dão a mínima e fazem tudo que o filho quer.

    Eu como vocês não pretendo ter filhos tão já, espero me sentir preparada pra isso para que possa dar continuidade a este plano, porque pra por mais um egoísta no mundo eu prefiro deixar ele(o mundo) do jeito que está.

    ResponderExcluir
  18. Oi Maya,
    Sua mãe tem razão, criança tem que obedecer e não sapatear em cima da cabeça da pobre mãe, hehe. Pior que reparo uma tendencia das crianças ficarem cada vez mais folgadas, foi-se o tempo que "Não" era "Não"!

    ResponderExcluir
  19. Nessa instante,aqui no meu trabalho, estão me cobrando que daqui a pouco eu devia estar grávida..
    =P

    ResponderExcluir
  20. Parece que seu post foi inspirado no meu dia de ontem! sai para almoçar com a família e escolhemos um lugar no fundo do restaurante para ter sossego e por o papo em dia, e na mesa vizinha tinha 3 crianças que não tinham educação nenhuma, e os pais totalmente alheios as travessuras. Chegaram a se enfiar debaixo da nossa mesa! ve se pode?!?

    ResponderExcluir
  21. Oi Tami,
    Diz que você ainda quer ter um gato e ir pra Paris antes de ter filhos. :-P


    Oi Maria Helena,
    Me lembrei de uma vez que eu estava viajando (e eu não estava num dia particularmente bom) quando a menina do banco da frente resolveu olhar pra trás e puxar papo "que musica vc está escutando??" "o que é isso???", "qual seu nome??" bla bla bla. E a mãe, NADA! fiquei tentada de chamar a atenção DA MÃE mesmo já que ela não soube dar educação. :-P

    ResponderExcluir
  22. Abrir as pernas e fazer filho todo mundo sabe, o dificil é educar e impor limites.


    Luiz

    ResponderExcluir
  23. rrss..bem nessa Ila..acertasse em cheio..é que penso em conquistar muitas coisas antes.. Vou ver se funciona eu falar assim.

    ;)

    ResponderExcluir
  24. Ó, vc é corajosa falando abertamente sobre o assunto, hein? hehehe

    Eu sempre escolho mesas e lugares na praia que sejam beeeem longe de crianças. Eu quero os meus, mas como diz a minha mãe 'nossa paciência é só para os nossos filhos".

    ResponderExcluir
  25. Oi Denise,
    Hahaha ah, eu falo mesmo! criança educadinha é uma graça, agora criança sem educação é uó!
    Lembrei de outra frase: "Criança é que nem peido, só quem faz aguenta!" hahahah X-D

    ResponderExcluir
  26. Maya Marrawa26 março, 2012

    Ah esqueci de por meu nome Maya hauahua

    ResponderExcluir
  27. Oi Maya,
    Ué, mas apareceu seu nome no comentário! hehe

    ResponderExcluir
  28. Maya Marrawa26 março, 2012

    que estranho é que eu tinha escrito outro comentário lá vai denovo rsrsrs

    Então me lembrei de lgo que ocorreu comigo.
    Quando eu ainda era solteira e morava com minha mãe uma parenta ( que nem vale a pena dizer o nome)
    sempre frequentava a nossa casa com seus tres filhos nem um pouco educados e eles gostavam de judiar nossa cachorra winnie (uma pincher)
    toda vez que eles iam em casa era winnie quem pagava o pato.
    Até que um dia ela rosnou pra ele e a louca da mãe disse gritando que se a winnie rosnasse mais uma vez para os fihoes dela ela iria tomar uma surra pra aprender.
    Então eu não pude ficar calada né
    respondi quer ela não era louca de bater na winnie e que se elas não sabia educar seus filhos ela que os manvitesse longe. Huuum pronto falei!
    E a winnie pobrezinha ficou traumatizada e desde então ela detesta crianças. xp

    ResponderExcluir
  29. Oi Maya,
    Criança que judia de bicho para mim é o fim! daí o cachorro/gato revida a malvadeza e quem leva a culpa é o bichinho. :-(

    ResponderExcluir
  30. Maya Marrawa26 março, 2012

    Pois é eu também acho Ila, eles tem que se defender sim se ninguém vê que o pobrezinho tá ficando estressado...Pior são os bichinhos que tem donos assim, sofrem o tempo todo e ficam nervosos por qualquer coisa, sem falar que não conseguem ficar parados de jeito nenhum né.
    Acabam refletindo o comportamento dos donos

    ResponderExcluir
  31. SINCERAMENTE? Eu TENHO UMA DE 3 ANOS, E OS RESTAURANTES DEVERIAM SER MAIS APROPRIADOS E OS PAIS SE TOCAREM MAIS, EXEMPLO:
    QERO IR COMER UMA COMIDA GOSTOSA CM MEUS AMGOS, SE EU ESTOU CM A SOSO, PROCURO ESCOLHER UM LUGAR N QUAL TENHA UMA PARTE SOOOOOO DE CRIANÇAS
    tEM MTOS RESTAURANTES Q Tem UMA PARTE DE PLAYGROUND ,as crianças ficam la brincando enquanto os pais conversam numa boa.
    Nos lugares que nao tem , serio eu evito levar,pq afinal ela é uma criança e criança nao para quieta e mesmo assim ,isso nao é desculpa p deixar ela fazer o quiser pois se um dia eu tiver que leva-la,ela tem ter que saber se comportar. Tanto que as evzes quando a levo ema lgum lugar mais, serio, ela se comportar bem e quando começa alguma birra é na hora uma bronca.

    Fui num restaurante mexicano cm meu namorado,o nome é Puerto Escondido( p deixar bem claro p vcs fica ali na casa verde) O LUGAR HE MTO BOM..MAS NOSSA TNHA UMA FAMILIA "CENTRAL" PARECIA O DONO DA MAFIA CHEIA D PARENTE, MAS O PIOR NAO ERA ISSO... pior era ele ter umas 4 ciranças e todas elas correndo, subindo a escadaria e jogando aviaozinho de papel, eu achei horrivel nunca mais volto nesse restaurante, o q me pareceu foi q o gerente e ningem fez nada pelo velho ser tipo aqeles clientes VIPS sabe? mas serio, eu nunca mais volto la! O ambiente do restaurante he meio romantico, meio entre amigos..e nada de criançada ali ,achei horrivel.

    Ah sim e criança sempre maltrata bichinhos,mesmo q gostem, eh algo q a criança tme , por isso nunca se deve dar um bichinho p uma crianaç e qndo se da, vc tme q educar, a sophia sabe mto bem q se bater na linda doi, entoa ela nao faz isso u_ú ja ensinei ela desde pequena a gostar d animais hunf!

    ResponderExcluir
  32. Oi Jeannye,
    Sim, super importante ter uma estrutura pra criançada, até pq os pais também querem ficar a vontade, poder conversar sem ficar lá se estressando e correndo atrás do pequeno, hehe.

    ResponderExcluir
  33. O problema desta criançada toda é que seus pais são de uma geração que foi muito reprimida, e acha que agora tem que ser liberais, ai cria estas "feras com o mundo no centro de seus umbigos"...Na verdade liberdade é para quem conhece limites, e oque estes pais não sabem é que a falta de limites nesta fase vai criar adultos muito frustrados...Tem pai que acha que filho vai demorarrrr para crescer... Restaurantes e lugares públicos são o de menos...Vcs ainda não viram o que esta educação tá fazendo nas escolas...é triste! E ainda sobra para os professores ensinarem princípios fundamentais de educação, que era para vir de casa... Filho, infelizmente, não é todo mundo que pode ter não...

    ResponderExcluir
  34. Oi Gabriela,
    Nossa, certeza, tenho algumas amigas que dão aula e me contam cada barbaridade... pior que se o filhinho-amado-anjinho-de-candura tira nota ruim é culpa da professora. Não é fácil não viu... acho que devia ter carteira de habilitação de mãe sabe? com direito a teste psicológico, teorico e prático!

    ResponderExcluir
  35. antes de fazer filhos vamos montar nosso manual de criação, problema é seguir e não sair do roteiro kkkkkkk

    ResponderExcluir
  36. Eu tb não suporto, esses pais não teem moral com seus filhos.A única criança que eu suporto é meu sobrinho.hehehehe

    ResponderExcluir
  37. Oi Juliette!
    Sou a favor! hehe


    Ana e Rodrigo,
    Eu tenho duas priminhas que adoro, mas é que são educadinhas demais. ;-)

    ResponderExcluir
  38. Tem gente q quando a gente fala: "Não quero ter filhos" eles ouvem "Não gosto de crianças". Eu adoro crianças meu priminhos sao minha paixão só nao me vejo como mãe. Quero ser tia rsrsrrs

    ResponderExcluir
  39. Oi Paty,
    Hahaha verdade viu! devem pensar que sou tipo um bicho papão só pq não quero ter filhos. :-P

    ResponderExcluir
  40. A pior coisa q já enfrentei é criança birrenta em supermercado. Nossa! Não se fazem pais como antigamente, que colocam limites, assim como tivemos na nossa infância.

    ResponderExcluir
  41. Oi Desenhos Romantiquinhos,
    Até tinha criança birrenta na nossa época, mas a birra durava o tempo de uma chinelada, hahaha

    ResponderExcluir
  42. Depois dessa perdi a vergonha em admitir que não tolero criança folgada principalmente em ambientes onde silêncio é fundamental...Mas parece que a sociedade exige de todos nós que este comportamento é normal e devemos fingir que está tudo bem...Fora aquela "obrigação" que casou tem que ter filhos e as pessoas não entendem que este tipo de assunto pertence somente ao casal...

    ResponderExcluir
  43. Oi Rodrigo,
    Acho que este negócio de filhos é uma questão tão íntima que ninguém deveria questionar sabe? para mim é o mesmo que chegar prum casal e perguntar "E ai, como vai sua vida sexual? estão dando muito no couro ainda??". Muito inconveniente! X-D

    ResponderExcluir
  44. Que isso ILA? Não queria que vc entendesse desta forma o meu comentário, se eu INVADI o seu ESPAÇO , me DESCULPE, não queria te ofender..
    SEMPRE ACHEI VC UMA PESSOA LEGAL E EDUCADA e espero não mudar o meu conceito de ti. Poderia simplesmente abandonar o seu blog depois dessa...

    ResponderExcluir
  45. Rodrigo,
    Ei, você sabe que estou te zoando né? Você mesmo disse que este tipo de assunto pertende somente ao casal, eu só concordei. :-P
    Eu me referi aquela gente que chega e diz: "E aiii, quando vai encomendar o bebê???" como quem pergunta qual o sabor da pizza que você pediu, tá ligado? :-P

    ResponderExcluir
  46. E´...No final fui eu mesmo que não entendi direito a sua colocação e entendi tudo errado mesmo...Tenho o péssimo hábito de levar tudo para o lado pessoal...é melhor terminar por aqui.
    Mas dá pra ver que te incomoda e muito quando alguém sem noção te pergunta sobre filhos.

    ResponderExcluir
  47. Oi Rodrigo,
    Hehe, é que vc deve ter lido rápido. ;-)
    Ah, me incomoda muito mesmo, sabe por quê? pq uma mulher pode ter uma dúzia de filhos de forma irresponsável que todo mundo vai dar os parabéns e achar bonitinho, agora só pq eu não quero ter filhos pessoal fica me questionando como se fosse algo errado sabe? fala sério. :-/

    ResponderExcluir
  48. Ver aquelas crianças em shopping/supermercado se esgoelando porque querem isso ou aquilo invocam o demônio que tem dentro de mim. :P E essas sem educação crescem e continuam do mesmo jeito. Aí já viu...

    ResponderExcluir
  49. Oi Lari,
    Vixi, me dá um nervoso que vc nem imagina! pior que eu já vi uma dessas crianças mega pentelhas crescerem e se tornar uma pessoa normal sabe? então tudo tem salvação!

    ResponderExcluir
  50. Sim ,tinha lido rápido mesmo e pensei que era comigo e fiquei com medo de ter te deixado furiosa...

    Agradeço a sua paciência em consertar este mal entendido...

    ResponderExcluir
  51. Seção? Pra mim devia ter *condomínio* com criança e sem criança, *vôo* com criança e sem criança, e, se possível, *cidade* com criança e sem criança.

    E, claro, as opções com criança seriam mais caras, afinal, é um milagre maravilhoso e único da vida (ok que acontece cerca de três vezes por segundo no planeta, mas se dizem que é milagre, eu que sou ateu é que não vou questionar...)

    ResponderExcluir
  52. Oi Chester,
    Hahahah ótimo! X-D

    ResponderExcluir
  53. Maya Marrawa27 março, 2012

    Bom diaaa!
    Me lembrei de outra história de uma péssima mãe.
    Uma vez eu trabalhava como recepcionista em uma academia na parte nobre daqui de sampa e ficava responsável pela catraca havia uma fulana que tinha nome e era de família conhecida, mas sempre atrazava a mensalidade as vezes por mais de quatro meses, queria usar o faz da academia para mandar documentos para o pediatra dos filhos dela e etc...
    Até que me orientaram a não deixar ela entrar pois estava sem pagar a academia a uns tres meses, então ela chegou para levar os filhos na aula de tênis e eu disse q não poderia deixa-la entrar, então ela pegou seus filhos um de cada vez no colo passou eles pela catraca e depois pulou e me disse que conversava com o dono da academia depois...huahuahauh que exemplo não

    ResponderExcluir
  54. Oi Maya,
    Nossa, que beleza heim? depois cresce e se torna sem caráter e ninguém sabe por quê!

    ResponderExcluir
  55. Um absurdo achar que criança é como animal de estimação e sua entrada deve ser vetada em determinados locais! Criança é gente como você e eu e elas não tem culpa dos pais mal educarem-nas. Que bom que você não deseja ser mãe, nenhuma criança merece esse mal humor todo!

    ResponderExcluir
  56. Oi Elaine,
    Criança não tem culpa mesmo, mas eu tenho menos culpa ainda de aguentar a falta de educação dos filhos alheios. E se você não se incomoda, boa sorte pra você.

    ResponderExcluir
  57. Ah, Elaine, e o certo é MAU HUMOR viu? de nada.

    ResponderExcluir
  58. Mais uma mãe que levou pro lado pessoal! rsrsrsrs

    Algo me diz que a carapuça serviu pra ela e pros filhos.



    Luiz

    ResponderExcluir
  59. Oi Luiz,
    E detalhe que eu não disse em momento nenhum que as crianças devem ser VETADAS dos lugares né? só citei uma matéria sobre isso e disse que seria bom ter um ambiente mais familiar para crianças e outro sem crianças (isso seria bom até para os pais que ficariam mais a vontade).
    Enfim, depois eu que sou a mal humorada né?... hehe. :-P

    ResponderExcluir
  60. Buffet Infantil é paradisíaco pra quem quer ver cenas bizarras co crianças.Me lembro que qndo trabalhei lá,eu já vi (pasmem vcs) criança BATER na babá, e o pai depois vir brigar com a funcionária,porque ela tinha deixado o filho irritado!!!! Fora que cansei de ver criança não querer ir embora,e os pais só suspirarem e dizerem "ai meu Deus...e agora? não posso ir embora! A Camila quer continuar a brincar de qualquer maneira..." Xi,tenho tanta história dessa! Eu poderia tranquilamente escrever um conto de terror infantil baseado nessa experiência! GRAÇAS A DEUS passaram pela minha vida lá dentro,as crianças mais LINDAS E MARAVILHOSAS do mundo,super educadinhas e que te abraçam e falam que adoram vc.Uma delas já pediu uma vez,pro pai e pra tia p. eu ir embora com eles pra casa,porque ela queria continuar comigo,uma doçura a menina.Chorei horrores ali e na minha saída,foi o melhor dia da minha vida. E outras,q vinham me dar salgadinhos e doces,mesmo sabendo q eu não podia comer pq estava trabalhando. E me diziam "tia Ana,vou guardar ali pra vc então,tá? Vc é muito legal!" Haja lágrimas...

    ResponderExcluir
  61. Oi Anna Monteiro,
    Nossa, imagino quantas histórias vc tem pra contar!
    Eu já fui monitora em alguns eventos do SESC quando estava estagiando por lá, e via cada coisa que pelamor... desde criancinhas mega fofas que te tratam com educação, até os monstrinhos que só gritavam e judiavam dos menores. E eu ficava só pensando no tipo de adulto que aquela criatura ia se tornar...

    ResponderExcluir
  62. Ila, assino embaixo do seu post!

    Que a criança não tem culpa, é fato, mas você também se reserva no seu direito de querer tranquilidade não é? se os pais conhecem o temperamento dos seus filhos que não os levem em local publico para evitar constrangimento, simples!

    Estou adorando seu desafio, você é muito criativa!

    ResponderExcluir
  63. Eu tbm não tenho vontade de ter filhos... todo mundo me pergunta com frequência... talvez um dia eu tenha, mas não vai ser agora xD

    Vejo as sobrinhas do namorido... são muito fofas! Mas quando resolvem aprontar é um deus nos acuda... pq os pais delas não dão bronca nem nada... se elas começam a falar alguma "palavra feia" a culpa é da tia, do tio, da vó... como se as crianças não aprendessem a falar certas coisas com outras crianças na escolinha...

    É complicado os dias de hoje com todo esse negócio de "atitudes politicamente corretas" :(

    ResponderExcluir
  64. Oi Maria Helena,
    E não é? se ninguém gosta de som alto, de baderna, de gente gritando pq raios eu tenho que aceitar na boa os filhos mal educados e barulhentos dos outros? hehe


    Oi Michele,
    Ah, se a gente diz que não quer ter filhos a galera logo entende "odeio crianças" sabe? eu não odeio, só não quero! será que é tão difícil de entender? vejo tanta mulher querendo ser-mãe-mais-que-tudo-nesta-vida mas na hora de saber dar educação falham miseravelmente... nunca vou entender.

    ResponderExcluir
  65. Algo me diz que quem se ofendeu com este post é que tem filho mal educado e ponto!!! kkkk

    ResponderExcluir
  66. Esqueci de por meu nome!! Ludmila! kk

    ResponderExcluir
  67. Oi Ludmila,
    Foi o que disse pra uma amiga no Facebook, até acho que estas mães tem todo o direito de defender seus filhos, mas também me reservo no direito de não gostar de criança mal educada! hehe

    ResponderExcluir
  68. Ila, nunca torci tanto pra alguém engravidar sem querer e ter uma peste como filho, ha ha

    ResponderExcluir
  69. Oi Daniela,
    Aaaaai credo, vira esta boca pra lá!!! torça pra VOCÊ não ter uma peste! hahahaha >:-P

    ResponderExcluir
  70. Que besta esta Daniela, quem cospe pra cima cai na cara viu??? kkkkk


    Ludmila

    ResponderExcluir
  71. Oi Ludmila,
    Hahahaha pois é... um perigo. Espero que ela saiba dar educação ao menos.

    ResponderExcluir
  72. Graças a Deus tenho um anjo!
    Mas assim, não sou besta, não!
    Entendo que existam lugares próprios pra casais (sou casada, já fomos um casal sem filhos) tipo restaurantes românticos, pousadas pra Lua de mel, etc e não sou sem noção de levar criança pra esse tipo de lugar, mesmo minha filha sendo super calma, bem de boa mesmo. O que não da pra achar ruim é: no Mc donald´s - por exemplo -criança correndo!
    Estou lendo muuuuito sobre educação, realmente não é uma tarefa fácil, mas com paciência tudo se resolve!
    Meu comentário foi pra Ila pensar, só isso! Desculpe se fui rude!

    ResponderExcluir
  73. Oi Daniela,
    Ah tá, agora entendi, hehe
    Mas assim, não é só pq eu não quero filhos que eu não gosto de crianças sabe? na verdade não me importo em dividir o mesmo espaço que elas, só não gosto das crianças mal educadas e barulhentas, pq aí já é abusar da boa vontade. ;-)

    ResponderExcluir
  74. Hehe, tô achando engraçadíssima esta educação. Eu nunca fui dessas meninas/mulheres que adoooram crianças, ficam afagando bebês alheios no shopping, etc. Minha paciência era limitadíssima e criança barulhenta era das coisas que mais me irritavam.
    Até que... tive um filho 2 anos atrás. Não vou dizer que tudo mudou, mas algumas coisas realmente mudam. Ainda mais depois que parei de trabalhar, 1 ano atrás. Acho que você fica tão acostumada a ouvir gritinhos e risadinhas, que quando vai num restaurante não imagina que uma risada ocasional pode incomodar tanto.
    Eu procuro manter meu filho na mesa e quieto, claro. Mas às vezes já estamos há uma hora no restaurante, ele fica entediado e às vezes acho que é melhor que ele fique correndo rindo do que sentado chorando. Fora que a maioria das pessoas nas outras mesas acha super fofinha e fica sorrindo ao vê-lo correndo pelos corredores. Aí eu nem lembro que pode ser que um dos frequentadores seja como você, hehehe.
    Ai, mesmo tendo filho eu também acho o fim criança alheia que fica puxando papo comigo, blééé. Quando ele estiver mais falante, vou ficar atenta pra que ele não incomode ninguém.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  75. Oi Camilla,
    Hehe, mas não precisa se preocupar não que não sou bicho papão. Eu sei diferenciar uma criança sendo criança (rindo, brincando, fazendo gracinha) de uma criança mau educada que não tem limites. ;-)

    ResponderExcluir
  76. Um amigo do meu marido tem um restaurante no sul da Inglaterra e uma placa na vitrine que diz algo mais ou menos como "bem vindos os maiores de 14 anos". Alguns pais ficam revoltados.

    Os donos de estabelecimentos comerciais têm, por lei, o direito de vetar a entrada de quem quer que seja e não dar explicação. A casa é deles, entra nela quem eles quiserem. Exatamente como nas entradas de boates, onde o host decide quem entra e quem fica de fora. Isso é visto como normal e ninguém reclama.

    Se eu saio à noite pra jantar com meu marido, desculpe, mas não quero ouvir grito, choro, ver lápis de cor espalhado na mesa vizinha... Todo mundo tem direito a procriar, mas sabendo que até que a criança atinja uma certa idade é preciso frequentar lugares adequados à presença delas. Não precisa ser McDonalds - existem bons restaurantes que contam com parquinho, alguns até tem baby sitter. Ninguém precisa se incomodar, nem deixar de sair de casa.

    "Criança não é bicho de estimação", mas quando pequenas não se comportam de forma muito diferente deles - às vezes de forma bem pior. Prefiro jantar ao lado de um cachorro do que de certas crianças e seus pais que arrumam "desculpa" pra tudo.

    Sorry, desabafei aí, haha. Beijo, Ila.

    ResponderExcluir
  77. Oi Lolla,
    Hahaha ai emocionei aqui!!! X-D
    E assino embaixo! :-D

    ResponderExcluir
  78. eu tenho vontade de ter um taser. por no minimo, e dar um choque no filho. e se os pais reclamarem, dar um choque neles!


    as vezes a vontade é de mostrar "como o filho vai ser" com tanta libertinagem...

    ResponderExcluir
  79. Oi Rinaldi,
    Hahaha olha a revolta! X-D

    ResponderExcluir
  80. Oi Ila, eu concordo plenamente com vc, mas vou te dizer uma coisa, o que ferrou com tudo foi o tal do CONSELHO TUTELAR, que não serve pra nada a não ser aporrinhar seu saco. Tenho três filhos a mais nova tem 15 anos, me lembro de um fato que minha filha do meio resolveu me responder e se rebelar, ela devia ter uns 11 anos na época, de pirraça ela saiu correndo pela rua e eu atrás até que tive que puxá-la pelo cabelo para conseguir segurá-la. Uma mulher que se dizia conselheira tutelar veio em minha direção dizendo que ia chamar a polícia pra mim porque eu estva espancando a minha filha, ui q raiva, perdi a cabeça e acabei socando a mulher, e disse que ela deveria se preocupar com as crianças que são exploradas e abusadas em sinal e não com a minha filha que tinha mãe!! A verdade é que agora eles dizem que vc não pode mais bater no seu filho, não sou a favor da agressão mas sou a favor das palmadas. Bjos!!

    ResponderExcluir
  81. Oi Tutin,
    Nossa, lidar com pré adolescente é fogo heim? criança vc ainda tem um certo "controle", ameaça que vai ficar sem videogame, faz cara feia e boa, mas adolescente não tem quem segure!

    ResponderExcluir
  82. Oi Ila: no meu blog tem alguns posts e eu também escrevi uma nota no FB sobre o assunto. Se puder compartilhar aqui me fala... Se não, sem problemas. :o))

    []s, Alessandra.

    ResponderExcluir
  83. Oi Alê,
    Pode por o link aqui nos comentários sim que depois eu tbm quero dar uma olhada. beijos

    ResponderExcluir
  84. Ei Ila: obrigada por compartilhar o espaço.

    No meu blog:
    http://gentilezabelohorizonte.blogspot.com.br/2012/03/classificacao-etaria.html


    No FB:

    http://www.facebook.com/note.php?note_id=375053462526651


    Comentários são bem-vindos.

    Abraços,

    Alê.

    ResponderExcluir
  85. Oi Ila:

    Desculpe tantos comentários, mas este é um assunto que eu gosto muito.

    Uma coisa que sempre acontece é a gente chamar a atenção da criança e as pessoas ficarem olhando com aquela cara do tipo "coitadinha" "coitadinho"... Tem gente que até interfere, comenta alguma coisa... ai, chatérrimo além de ser falta de educação dar pitaco na educação que os pais dão para os filhos...

    Eu acho muito mais fácil, para os pais e para a criança, aprender desde cedo a ser educado: é muito menos constrangedor para uma criança de 3 anos ouvir os pais falarem para ela não correr no restaurante do que para uma criança de 10 anos ou um pré-adolescente de 11, 12 anos!

    Os pais precisam deixar a criança crescer e se relacionar com os outros de forma adequada. É o que Paulo Freire chamou de passar da heteronomia para a autonomia: os pais ensinam, dão o exemplo e a criança vai incorporando o que está aprendendo até que uma hora ela mesma é capaz de agir sozinha, sem ninguém precisar falar nada.

    É lindo ver uma criança que manifesta este aprendizado. É aquela criança que vê uma outra correndo no restaurante e fala: "não pode né mamãe, aqui não é lugar de correr, né?" Pronto" Aprendeu! Incorporou o conhecimento, tornou-se autônoma para agir naquele ambiente com relação àquele aspecto. Os pais podem ir para o restaurante sossegados que a criança sabe se comportar...

    (bom, tem a questão do comportamento em grupo também, se for uma turma, então toda a "finesse" vai por água abaixo em dois segundos... rsrsrs).

    Por isso, é super importante levar crianças a parques, praças, cinema, teatro, restaurantes... Não é só da escola pra casa e vice-versa. Criança precisa conhecer outros ambientes e aprender a se comportar. Por isso é que eu discordo de você sobre separar ambientes para adultos com crianças e para adultos sem crianças... Pensar assim parte do pressuposto de que toda criança é sem educação, desagradável e barulhenta. Entretanto, é justamente a socialização que promove o contato com a diversidade e com as várias formas de agir e se comportar. ;o)) E são estes aprendizados que auxiliam uma criança a se tornar um adulto digno e educado... O que tem a ver com todos nós, com ou sem filhos, uma vez que vivemos na mesma sociedade...

    Uma criança educada (não perfeita, educada) é, certamente, muito mais agradável do que uma criança sem educação.

    No restaurante, como cliente, eu não hesitaria em reclamar para o estabelecimento (na hora, ou por e-mail ou telefonando no dia seguinte...). Se fosse dona do estabelecimento, enviaria um bilhete pedindo que um dos pais comparecesse à administração e pediria, em particular, que fizessem as crianças parar de correr no local... Mas isso aí já vai de cada um, né?

    ResponderExcluir
  86. Oi Alê,
    Interessante isso de heteronomia para a autonomia, não conhecia.

    ResponderExcluir
  87. Oi Ila: tem um pequeno texto que explica bem melhor do que eu o que é (e é um conceito mais profundo, que se estende para a formação da pessoa para a cidadania, para exercício dos próprios direitos):

    http://www.pucrs.br/edipucrs/online/autonomia/autonomia/capitulo3.html


    Se tiver interesse (e tempo...), indico a leitura de Pedagogia da Autonomia. É lindo! E é para a gente também, porque somos sujeitos em formação, em processo... kkkk Grande Paulo Freire.

    Bjos,

    Alessandra.

    ResponderExcluir

Para orçamentos, por favor envie um pedido com maiores detalhes, através do meu e-mail profissional ilafox@gmail.com

Ah, e obrigada pela visita e pelos comentários! :-D

Ila Fox
Ilustradora