segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Desenhando certo por Linhas Tortas

As vezes fico pensando em quantos dos meus desenhos não existiram por causa do meu perfeccionismo desenfreado. Quantas árvores foram sacrificadas no meu eterno arremesso de papel amassado ao cesto de lixo.

Perdi as contas de quantas vezes larguei um desenho pela metade, porque a pintura estava meio borradinha ali no canto, ou porque o traço não estava tão firme quanto eu queria. Ou porque simplesmente nhé, não rolou.

Me sentia mal por tanto desperdício. Queria saber se eu era a única a viver o drama da busca pela perfeição nos meus desenhos. Ficava admirada de pensar em caras como Michelangelo. Será que ele não tinha medo de “errar a mão” na Capela Sistina? como ele conseguia?? Aiai *suspiro*

Com a chegada do computador as coisas ficaram mais práticas. Já dava para desenhar sem me sentir uma assassina de árvores. O Control+Z se tornou meu melhor amigo. Porém a busca pelo “não-sei-o-quê” nos desenhos continuava bloqueando a inspiração e matando muitos desenhos precocemente.

Na faculdade, tendo pela primeira vez contato com gente que também sabia desenhar, percebi que o drama era geral.

O professor quase morria para explicar que estávamos errados em atropelar todo o processo criativo em busca da arte final perfeita. Que esta racionalidade dificultava a fluidez dos desenhos, tirando sua essência. Que alguma imprecisão, risquinhos, marcas de pincel muitas vezes é o que davam um charme no final, que o tornava único.

ila de 11 anos segurando a poodle lady - pintura em latex 60X60, dicas para ilustradores, by ila fox
Pintura feita em 2004 - Acrílica sobre cartolina - 60 X 60

Sem toda aquela cobrança interna o desenho surgia naturalmente no papel. Vi que até mesmo aqueles trabalhos que começavam meio “nhé” podiam me surpreender no final.

Assim aprendi que desenhar era mais uma questão de sensibilidade que de técnica. Técnica você pode ensinar, mas sensibilidade ou você já nasce com, ou fica o resto da vida fingindo que tem, igual muito homem por aí.

Sensibilidade é a matéria-prima da criatividade. É o combustível que faz você absorver o mundo e transforma-lo no que bem entender, inclusive em desenhos.

sábado, 29 de agosto de 2009

Michael. Amigo de longa data

E hoje seria aniversário do Michael Jackson. Deixo aqui minha homenagem ao eterno rei do pop!

Quem sabe, com este papo de que a morte dele seja uma farsa, ele ainda veja minha montagem por aí né? hehe.

MJ Michael Jackson e Ila Fox

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

O Mistério do Sushi

restaurante japones sushi sushizaria comida japonesa by ila fox

Que me desculpem os apreciadores do sushi. Mas juro que não entendo como um peixe cru, enrolado numa alga suspeita, com arroz sem gosto, possa ser mais saboroso que um x-bacon ou uma macarronada.

As vezes tenho a impressão que todos que gostam de sushi, na verdade, estão pensando em outra comida enquanto estão comendo. Não é possível.

E ainda tem gente que consegue comer sushi durante um mês inteirinho! (né Ricbit??).
Como é que consegue... hehe

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Monalisa - Uma Filosofia de Vida

monalisa é atacado no louvre

Semana passada, a indefesa Monalisa foi atacada por uma turista que arremessou uma caneca contra ela.

Ok. Talvez ela não seja tããão indefesa assim. Já que quando estive no Louvre, pude comprovar que além de um vidrão a prova de balas, ela também tinha mais seguranças que a Xuxa e o Silvio Santos juntos.

Fico pensando nos motivos que levam um ser humano a agredir um quadro que vale milhões. Raiva? Frustração? Inveja? Intestino preso? TPM? Dizem que a doida foi acometida pela síndrome de Stendhal. Uma doença rara onde uma pessoa sofre um impulso de agressividade diante de uma obra de arte. Nussa!

Esta não é a primeira vez que o quadro sofre um ataque. Em 1956 um vândalo jogou ácido na pintura. No mesmo ano um boliviano jogou uma pedra nela, estragando parte da sobrancelha (podia ser pior né, já pensou se fosse o sorriso??).

Veja que mesmo com todas estas ameaças Monalisa continua lá no museu do Louvre. Firme, forte, admirada e com um sorriso no rosto, como se nada tivesse acontecido!

Acho que todos nós deveríamos seguir uma filosofia de vida igual ao da Monalisa: não importa o que as pessoas façam contra você. Mantenha sempre um sorriso no rosto, pois nada pode te atingir.

ila fox e monalisa sorrindo
Ila aplicando o Monalisa Lifestyle

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Quando um desenho muda uma Vida

primeiro desenho para ricbit de ila fox

Logo que conheci o Ricbit fiz este desenho como forma de agradecimento por uma ajuda que ele estava me dando. O desenho foi feito num bloquinho, sem grandes pretensões artísticas (ou sentimentais). Até porque enferrujada como eu estava, não ia sair muita coisa além disso! Na época estava solteira e de boa, sem disposição de encarar outro namoro (ainda mais a distancia!) até o Ricbit me convencer do contrário...

Segundo ele, foi com este desenho que eu o conquistei. Nhom!

O que prova que o amor pode estar nos lugares mais inusitados. Até num bloquinho de papel.

terça-feira, 18 de agosto de 2009

E lá se vão 10 anos

ila fox a 10 anos atrás

Foi no blog "Sopa de Salsicha" do Eduardo Medeiros, que vi esta ideia legal! O objetivo do desenho era mostrar como a gente foi a 10 anos atrás e como somos agora.

Bom, adorei me comparar com a Ila de 17 anos né? fiquei feliz de perceber que até que melhorei neste tempo todo, hehe.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Eu Adoro #2

ila fox adora um avião voando baixo - ilustração

Não me pergunte a razão, mas sempre fico paralisada quando vejo um avião voando tão baixinho!

domingo, 16 de agosto de 2009

A Raposa e o Pinguim Azul

Era uma vez uma raposa e um pinguim azul que se conheceram há um ano atrás, casaram e viveram felizes para sempre. Fim.
a raposa e o pinguim azul by ila fox

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Lady in Red

Era para ser uma dama. Aí ficou parecendo uma gueixa. Nhé, nem eu sei mais o que virou!
Oh, os caminhos enigmáticos da arte.
lady in red by ila fox

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Concursos - Valorização ou Exploração da Arte?

O post anterior, sobre como a autora da identidade visual de São Paulo não foi devidamente reconhecida pelo seu trabalho, foi só um exemplo do quanto um concurso pode ser injusto.

Assim como a Mirthes, muitos já foram lesados por terem suas ideias exploradas por pseudo-concursos disfarçados de boas oportunidades. Claro, que é legal ver seu trabalho ser escolhido entre tantos. Mas mais legal ainda é ganhar um prêmio justo por isso.

Fiquei pensando em como é fácil para uma empresa conseguir boas ideias praticamente de graça. Sente só: A empresa precisa de um novo mascote mas não está a fim de investir em um profissional. Então o que ela faz? lança um concurso onde receberão várias ideias geniais, onde o prêmio é ter o nome do vencedor divulgado em fonte número 7, no cantinho da página, onde só você e sua mãe vão ler. Espertinhos eles não?

concursos de ilustrador, dicas para ilustradores, by ila fox

Estes concursos picaretas são uma estratégia de marketing covarde, criadas com a única intenção de baratear custos internos às custas de artistas ingênuos e esforçados em alavancar sua carreira. Eles partem do pressuposto que se você ilustrar de graça para eles hoje, vai chover oportunidades e reconhecimento para você amanhã. Alguns concursos podem te abrir portas? claro que sim, mas quem garante? você vai pagar as contas e se alimentar de "reconhecimento" enquanto isso? não né?

É por isso que eu digo NÃO para estes concursos que só querem saber de explorar o talento alheio. Eles que aprendam a botar a mão no bolso se querem valorizar verdadeiros profissionais.

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

A Arte ao alcance dos nossos Pés

Todos que já passaram por São Paulo com certeza já repararam naqueles desenhos estampados nas calçadas. É uma criação genial. Trata-se do mapa do estado de São Paulo estilizado num desenho geométrico, em preto e branco, dispostos de forma que se encaixam infinitamente.

padrão desenho calçadas de São Paulo Mirthes Bernardes, dicas para ilustradores, ilustração by ila fox

A ideia surgiu nos anos 60 a partir de um concurso organizado pelo prefeito Faria Lima, que tinha como objetivo criar um padrão para as calçadas da capital.

O desenho, que é uma arte concreta (no sentido literal e figurado, hehe) fez tanto sucesso que o projeto acabou se tornando ícone da cidade, sendo utilizado em tudo quanto é canto até os dias de hoje, de cerveja à chinelos. Uia!

Bom, eu imaginava que pela popularidade da figura, o artista também tivesse ficado famoso... mas não foi bem isso que aconteceu.

Por muitos anos a autoria do desenho era desconhecida. Somente 40 anos depois que descobriram que Mirthes Bernardes foi a dona da ideia. Infelizmente ela não ganhou nada mais que uma breve menção honrosa no diário oficial. Ela chegou a patentear seu desenho e entrar com um processo judicial em busca de seus direitos autorais. Mas pra variar não deu em nada...

Depois de vencer o concurso, Mirthes estudou pedagogia e continuou trabalhando como secretária por um tempo, investindo somente anos depois na sua carreira de artista plástica. Hoje ela é pintora. Já chegou a expor algumas de suas obras por aí. Porém, em nenhum momento ela se tornou mais conhecida por causa do seu mais célebre trabalho.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

A Vida é um Doce

Ontem eu estava com uma baita vontade de comer doce. Que logicamente só piorou depois que fiz este desenho realista de um flan. Até fui numa doceria, mas não encontrei nenhum doce parecido com o que eu tinha desenhado. Com textura de pudim, mas sem ser pudim saca?

Estava quase desistindo e comprando um flan de potinho, quando encontrei uma delíciosa receita de Panacotta. Não era difícil, então resolvi fazer e... caraca, ficou bom demais! Não é daqueles doces enjoativos sabe? ele é meio doce, meio azedinho, hmmm.
doce sobremesa flan panacotta de frutas vermelhas
Bom, depois deste episódio eu tenho que ter mais cuidado com o que eu desenho. Vai que a vontade fica tão grande que eu acabe mordendo o monitor da próxima vez! hehe

p.s - Ah, e hoje faz um ano que minha vida estava começando a dar uma guinada... Há males que vem para o bem, mesmo que a gente só perceba isso depois de um tempo né?

A vida é realmente um doce.

domingo, 9 de agosto de 2009

Interiores #1

Nada dá mais preguiça que uma manhã de domingo, aiai...

ilustração de um domingo preguiçoso by ila fox

Comecei este desenho ontem a tarde e só terminei hoje cedo, ufs! deu trabalho mas curti o resultado final! ficou meio Jason Brooks né?

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Diga-me o que rabiscas, e te direi quem és

Ainda na temática do tópico anterior sobre rabiscos…

Sabe aqueles desenhos que você rabisca num papel, quando esta distraído esperando aquela ligação de 0800, naquela aula tediosa ou durante aquela reunião chata? Pois é! Elas podem dizer muito sobre sua personalidade! Olha só que coisa!

Me deparei na internet com vários sites falando sobre os possíveis significados dos rabiscos em relação à psicologia. Como não achei nenhuma referencia oficial, vale pela curiosidade.

Agora pegue seu bloquinho e preste atenção no que andou rabiscando nos últimos tempos!

significado dos rabiscos by ila fox

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Guardanapo Art #1

Quem gosta de desenhar sabe como é difícil resistir à tentação de ver um papel em branco.

Um guardanapo de papel no barzinho é convite para esticar os olhos na caneta do garçom e pedir emprestado. O papel em branco é o que transforma o artista.

guardanapo art desenhado by ila fox
"Veja como sou gostosa" - Caneta esferográfica sobre guardanapo de papel

Antes dos celulares acabarem com o reinado das agendas telefônicas, todo mundo se atrevia nesta arte. Bastava falar no telefone para começar uma seqüência non sense de quadradinhos, corações, estrelinhas… Era comum se perder em meio a tantos hieróglifos.

Apesar de hoje em dia não ser muito comum encontrar agendas telefônicas ornamentadas, ainda pode-se encontrar alguns rabiscos por aí: no bloquinho de anotações da empresa, no envelope das contas que ficam sobre a mesa, nas margens do caderno da faculdade (em especial daquela matéria que você a-m-a).

E você, o que anda desenhando por aí?

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Realismo Realista

Vamos ser realistas: Um dia você vai estar no banheiro e irá se deparar com uma das mais tristes verdades. O papel higiênico acabou na sua vez! NHAAA
Mas tudo isso é pra dizer que esta é a minha primeira ilustração realista! vivaaa! até que ficou legal né?

rolo de papel higiênico vazio by Ila Fox

Enquanto eu e Duchamp pensamos em obras de arte no banheiro, tem gente que vai no banheiro só para obrar! hohoho

sábado, 1 de agosto de 2009

Patrícia e Rodrigo

O mais novo "casal casado" do momento: Patricia e Rodrigo! Parabéns!
Que nunca falte amor na vida de vocês!
Ilustração casal Rodrigo Damazio e Patricia Bovendorp