segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Desenhando certo por Linhas Tortas

As vezes fico pensando em quantos dos meus desenhos não existiram por causa do meu perfeccionismo desenfreado. Quantas árvores foram sacrificadas no meu eterno arremesso de papel amassado ao cesto de lixo.

Perdi as contas de quantas vezes larguei um desenho pela metade, porque a pintura estava meio borradinha ali no canto, ou porque o traço não estava tão firme quanto eu queria. Ou porque simplesmente nhé, não rolou.

Me sentia mal por tanto desperdício. Queria saber se eu era a única a viver o drama da busca pela perfeição nos meus desenhos. Ficava admirada de pensar em caras como Michelangelo. Será que ele não tinha medo de “errar a mão” na Capela Sistina? como ele conseguia?? Aiai *suspiro*

Com a chegada do computador as coisas ficaram mais práticas. Já dava para desenhar sem me sentir uma assassina de árvores. O Control+Z se tornou meu melhor amigo. Porém a busca pelo “não-sei-o-quê” nos desenhos continuava bloqueando a inspiração e matando muitos desenhos precocemente.

Na faculdade, tendo pela primeira vez contato com gente que também sabia desenhar, percebi que o drama era geral.

O professor quase morria para explicar que estávamos errados em atropelar todo o processo criativo em busca da arte final perfeita. Que esta racionalidade dificultava a fluidez dos desenhos, tirando sua essência. Que alguma imprecisão, risquinhos, marcas de pincel muitas vezes é o que davam um charme no final, que o tornava único.

ila de 11 anos segurando a poodle lady - pintura em latex 60X60, dicas para ilustradores, by ila fox
Pintura feita em 2004 - Acrílica sobre cartolina - 60 X 60

Sem toda aquela cobrança interna o desenho surgia naturalmente no papel. Vi que até mesmo aqueles trabalhos que começavam meio “nhé” podiam me surpreender no final.

Assim aprendi que desenhar era mais uma questão de sensibilidade que de técnica. Técnica você pode ensinar, mas sensibilidade ou você já nasce com, ou fica o resto da vida fingindo que tem, igual muito homem por aí.

Sensibilidade é a matéria-prima da criatividade. É o combustível que faz você absorver o mundo e transforma-lo no que bem entender, inclusive em desenhos.

10 comentários:

  1. Tem cãozinho também? como chama?

    ResponderExcluir
  2. K-prA,
    Esta cachorrinha eu tive com 11 anos. Ela chamava Lady (por causa da Lady da Dama e o Vagabundo). Era uma poodle.

    Quando ela era filhote era pretinha, depois da primeira tosa ela ficou cinza.

    Ela já está no céu dos cachorros. ;)

    ResponderExcluir
  3. Isso também acontece comigo! D+

    ResponderExcluir
  4. Oiee...Sou ADA (Amanda na verdade), eu estava procurando no Google uma imagem de raposa, para poder fazer de adesivo para o meu quarto, quando vi o seu desenho de raposa e de um pingüim(Caramba!!! Adorei seus trabalhos, principalmente o da raposa, adoooro raposas XP) fiquei curiosa e vi mais alguns trabalhos seus, sabe gostei muito do seu comentário DESENHANDO CERTO POR LINHAS TORTAS, porque eu também me sinto assim, as vezes sinto que deveria até desistir.
    Meu grande sonho é fazer Artes Plásticas, eu amo arte (mas TUDO de arte, origame, artesanato, pinturas, quilling,...), mas eu tive medo nesse ano, afinal 3º colegial eu devia saber o que fazer; design, design de interiores, design gráfico.Eu fiquei PERDIDA, mas de ultima hora eu decidi seguir meu sonho e deixar de lado o que falavam desse curso, eu quero organizar eventos, e descobri que tem isso no curso que eu mais amo(artes plásticas)e o melhor de tudo na faculdade que eu sempre quis.
    Mesmo sem demonstrar eu ainda sinto medo, o medo do fracasso, quando desenho eu sempre paro, em muitos trabalhos eu parei, por causa do meu perfeccionismo =/
    Bom...acho que já escrevi de mais...eu queria mesmo saber, como você conseguiu enfrentar esse medo de errar e o perfeccionismo, para conseguir fazer esses trabalhos incríveis?

    Bjs da ada

    ResponderExcluir
  5. Ada,
    Eu também sou bem perfeccionista, tem vezes que chego a fazer mais de 10 alterações no desenho, mesmo depois de pronto.
    Bom, eu passei sete ano sem desenhar quase nada, por pura falta de inspiração, motivação e animo de desenhar.
    Ainda hoje, tem vezes que começo a desenhar e desisto, mas são raros estes momentos. Evito ao máximo.
    Outra coisa é evitar se comparar aos outros. as vezes me pego olhando algum ilustrador foda e me acho fraca demais. Mas ai temos que lembrar que existe mercado para todos os tipos de traços e técnicas!
    Boa sorte, e siga seus sonhos com inspiração! e quando eles sumirem tente dar uma voltinha, a inspiração também fica entediada. ;-)

    ResponderExcluir
  6. Muito bom o seu texto =)
    Era o que estava precisando ouvir agora *suspira*

    É um sentimento de frustração quando começa a desenhar e n termina nunca.. Eu comecei vários esses dias, eram até idéias boas, mas minha maldita mania de olhar a arte da galera foda sempre faz meus desenhos diminuírem, ao ponto de abandoná-los e desejar do nada me desenvolver a um novo patamar, e claro, isso nunca acontece.. ¬¬

    Bem, só desejo paciência a todas nós XD

    Gostei dos seus trabalhos ^^

    ResponderExcluir
  7. Denise,
    Garimpar inspiração por aí pode ser uma faca de dois gumes. Muitas vezes, me deparei com artistas fodões que me fizeram perder totalmente a vontade de desenhar depois... por isso, quando procuro inspiração, prefiro andar, olhar fotos, ou escutar uma música, para que minha alto crítica não me trave na hora de criar. ;-)
    Mas isso, de se comparar a outros artistas, é bobeira nossa sabe? pois o mercado tem espaço para todos os estilos, não precisamos nos preocupar! :-D

    ResponderExcluir
  8. Puxa! Sou mais de ficar calado do que comentar. Tanto aqui quanto no Ilustragrupo, o qual fazemos parte. E esse lance de jogar folha fora, não gostar do risco, não gostar do pingo de tinta que caiu e etc está constantemente em mim. Tanto que me desmotiva de fazer um monte de coisas... E as vezes me faz desistir de tentar fazer isso que tanto gosto.
    Muito obrigado por esse texto e por compartilhar esse sentimento e realidade publicamente. Acho que isso ajuda um monte de gente que como eu pretende seguir de alguma forma por esse caminha.
    Abração!

    ResponderExcluir
  9. Rdreamer,
    Acho que todos os ilustradores passam por isso viu. Só não podemos nos bloquear. ;-)

    ResponderExcluir

Para orçamentos, por favor envie um pedido com maiores detalhes, através do meu e-mail profissional ilafox@gmail.com

Ah, e obrigada pela visita e pelos comentários! :-D

Ila Fox
Ilustradora