domingo, 19 de julho de 2009

Quero um Pé de Inspiração

Já aconteceu comigo, já aconteceu com você, e deve acontecer até com o George Pérez. O fato é que nenhum artista escapa da temível falta de inspiração! *toc toc toc, bate na madeira!*

Pode começar numa semana corrida disfarçada de cansaço. Pode começar numa semana monótona como falta de estimulo. Pode começar quando está muito quente ou muito frio. Pode começar quando você está feliz ou triste. Pode durar horas, dias ou até anos. Nunca se sabe. O fantasma da inspiração sempre alcança a gente em algum momento de nossas vidas.

Nenhuma sensação parece mais angustiante para um artista que estar frente a frente com um papel em branco e nenhuma ideia na cabeça. Você olha pro papel, o papel olha pra você. Não tem clima. Você põe uma música, prepara a iluminação, abre uma bebida e nada. Finge que a culpa não é sua e abre a geladeira, deve ser fome. Mas não adianta, a culpa vem. "Desculpe querida, isso nunca aconteceu comigo antes".

Mas o que fazer quando a inspiração parece ter te abandonado para sempre? Sentar e chorar? Amarrar uma corda no pescoço e se jogar num poço? Largar desta vida e vender sanduíche natural na praia? Na-na-ni-na. O negócio é correr atrás do prejuízo meu amigo.
inspiração disse adeus no espelho do banheiro, dicas para ilustradores, ilustração by ila fox
Existem algumas dicas que podem ser usadas para que a inspiração – esta ingrata - nunca te deixe na mão. E a primeira delas é:

Não perca uma boa ideia – Você estava lá deitado quase dormindo, quando teve uma ideia genial, que poderia mudar o rumo da sua vida e te deixar rico. Ao invés de anotar, você ficou lá de bobeira. Na manhã seguinte sua memória te traiu e não havia nem sombra da ideia genial. É isso. A inspiração é orgulhosa. Se a gente não dá a devida atenção à ela, ela nos abandona sem dó nem piedade. Por isso não desgrude de um bloquinho de notas. Anote tudo, tudo, tudo que de alguma forma te deu aquele insight.

Ande – Sabe nos desenhos quando o personagem está pensando e anda em círculos? Pois é. Parece besteira mas não é. Andar oxigena o cérebro e ajuda a movimentar as ideias (e de quebra perde umas calorias). Então tire esta bunda da cadeira e ande meu filho!

Perceba o mundo – Pois bem, aproveite que você está andando e perceba o mundo. Repare nos detalhes. Os fios embolados do poste, um azulejo quebrado, a mancha no chão que forma um desenho engraçado, a silhueta dos galhos através do céu azul. Sinta os cheiros, sinta o sol e o vento. Escute os passarinhos cantando e as risadas das crianças (ai que lindo isso). Aí chegue em casa e desenhe tudo que você viu e ouviu. Será um exercício e tanto.

Preste atenção nas pessoas – Sabe aquele seu vizinho estranho, que sempre chega em horários suspeitos? ou aquela moça meio triste que trabalha na padaria, ou até mesmo aquele seu gato maluco que te acorda de madrugada para beber água da pia? pois é, o mundo tá cheio de personagens em potencial. Maurício de Sousa se inspirou em seus filhos ao criar a Turma da Mônica. Charles M. Schulz se inspirou em amigos (e até no cachorro) para criar os personagens de Snoopy.

Não pare - Nunca pare. Lembre-se que a bicicleta não cai quando está andando! Deu uma leve travada? Não se desespere. Procure fazer qualquer coisa que exercite o cérebro. Desenhe algo que você já conhece bem. Seu quarto, você, a vizinha gostosona. Escreva, nem que seja para apagar depois. Converse com seu amigo imaginário. Converse com seus amigos de boteco. Leia. Assista um filme e desenhe a cena que mais gostou. Limpe seu quarto. Garimpe a internet em busca de imagens bacanas. Se inspire em outros artistas. Escute uma música e imagine um clipe. Viaje na maionese! Aproveite que a mente é livre para pensar no que quiser.

Bom, estas são as dicas. Claro que isso não é uma fórmula mágica. Muitas vezes estamos inspirados e assim mesmo não sai nada que preste. Por isso que, aquela velha teoria onde diz que criação é 5% inspiração e 95% transpiração pode ser verdade.

Maaaaas, por vida das dúvidas nunca deixe de cuidar, de mimar, de dar atenção à sua inspiração. Afinal, se as vezes fica difícil fazer alguma coisa com ela, imagine sem ela!
de bem com a inspiração, dicas para ilustradores, ilustração by ila fox

18 comentários:

  1. Gostei das dicas, Ila!
    Vou aplicar algumas dessas práticas à arte da programação, afinal, programadores também precisam de inspiração para resolver problemas... e tem vez que fico empacada com um código por semanas =/
    Gostei do visual do blog, se bem que admito que o banner distrai um pouco rs. Mas agora leio pelo RSS, onde não tem layout =P

    ResponderExcluir
  2. Oi Giseli!

    Pois é menina, não só desenhistas e programadores, como músicos, escritores... nhé, estamos todos sujeitos à falta de inspiração! :-P

    p.s - Pô Giseliii, o banner é a única coisa colorida do meu layout Pôoooo, hehe. ;-)

    ResponderExcluir
  3. Olá Ila,

    Muito bom o texto e muito bacana o site. Realmente, a falta de inspiração e ideias as vezes causa preocupação. Mas as dicas são bem legais!

    Parabéns pelo site.

    Abraços

    ResponderExcluir
  4. jana garcia21 julho, 2009

    uau, que site bacana.
    virei leitora ;o)
    bjo procê

    ResponderExcluir
  5. Ila, quando li o trecho em que você diz para sentir os cheiros, minha mente já completou "da barriga dos gatos". Hahaha :D

    ResponderExcluir
  6. Tornado,
    Cheiro de barriga de gato é tuuuuuuda nesta vida!

    ResponderExcluir
  7. Pra mim andar é o que funciona melhor :)

    ResponderExcluir
  8. Ricbit,

    Andar e jogar Wolverine né??? :-P

    ResponderExcluir
  9. Idem Ricbit. Eu quando ando, principalmente sozinho, sinto as idéias fluindo mais rápido.

    ResponderExcluir
  10. Uma receita boa, tb - que tem um pouco a ver com a última dica - é ter disciplina. Sentar todo dia e "se obrigar" a fazer qualquer coisa.

    Boas as dicas tb pra quem escreve.

    ResponderExcluir
  11. Nossa, ser artista deve ser duro! rsrsrsrs
    uma pessoa que adora cheiros é vc neh?! tudo que pega na mão vai direto pro nariz...isso é tão caracteristico seu...tomara que vc não tenha nunca mais um bloqueio!

    bjs

    ResponderExcluir
  12. essas suas dicas, são dicas de uma taurina típica...acho que todas taurinas tem a mesma linha de pensamento, somos mestras em "sentir".....principalmente quando a tal inspiração dá um descanso...aí...corrermos atrás mesmo....

    ResponderExcluir
  13. Peso é quando você força a barra e acaba saindo algo que você não gosta ;(

    Outra coisa que funciona comigo é ler um bom livro ou ver um bom filme, ajuda a direcionar as energias! ;D

    ResponderExcluir
  14. Tornado,
    Andar com um mp3 também me ajuda muito.

    Carrie,
    Por isso que botei na cabeça a por um post todo santo dia aqui no blog!

    Mirelle,
    Com o Ricbit ao lado não sofrerei mais de bloqueios!

    Thaís,
    Um filme e livro ajuda a aumentar nossa memória de inspirações! :D

    ResponderExcluir
  15. Hola! me encanta tu block! tus trabajos muy pero muy buenos! Yo gusto mucho de dibujar rostros, pero solamente rostros, no se diseñar cuerpos ni otra cosa... (triste sniff) pero tú me das ánimo para comenzar a ampliar mi horizonte!
    Te felicito! tu vida es un diseño abierto a muchos cambios!

    ResponderExcluir
  16. Tesis hola!
    Dibujar el cuerpo es aún más difícil, especialmente en manos y pies! aiiii (yo usé el traductor de Google, jeje)

    ResponderExcluir
  17. Olá me chamo Camila. Mesmo sendo jovem ainda, já gosto de escrever alguns textos e poemas, e confesso que sei o quanto é difícil ficar sem inspiração, mas acho que depois destas dicas vou me da melhor. Muito obrigada! E adorei o seu trabalho, você tem um talento que até me espanto. Abraço!

    ResponderExcluir
  18. Parabéns Ila, adorei sua dica, adorei sua arte.

    ResponderExcluir

Para orçamentos, por favor envie um pedido com maiores detalhes, através do meu e-mail profissional ilafox@gmail.com

Ah, e obrigada pela visita e pelos comentários! :-D

Ila Fox
Ilustradora